Djokovic e Nadal estreiam com vitória em Roland Garros

Djoko chegou a sofrer um apagão e deixou o finlandês Jarkko Nimienen abrir 4 a 0 no segundo set, mas se recuperou e venceu a partida

iG Minas Gerais | AFP |

Djokovic faturou o jogo por 3 sets a 0, por 6-2, 7-5 e 6-2, em pouco mais de duas horas de partida
AFP PHOTO / PASCAL GUYOT
Djokovic faturou o jogo por 3 sets a 0, por 6-2, 7-5 e 6-2, em pouco mais de duas horas de partida

Considerados os grandes favoritos de Roland Garros, o número um do mundo Novak Djokovic e o atual campeão Rafael Nadal tiveram estreias bastantes tranquilas no Grand Slam parisiense, nesta terça-feira, apesar do sérvio levar um pequeno susto contra o veterano Jarkko Nimienen.

Depois das vitórias animadoras de Teliana Pereira e Thomaz Bellucci nos dois primeiros dias de competição, o Brasil perdeu seu primeiro representante na chave de simples, João Souza, o 'Feijão'.

Número 78 do mundo, o tenista de 26 anos foi derrotado em três sets apertados pelo espanhol Daniel Gimeno-Traver, 66º colocado do ranking, com parciais de 7-6 (7/5), 6-4 e 6-4.

Praticamente imbatível neste ano, Djokovic não mostrou sua melhor versão e chegou a sofrer um 'apagão' no segundo set, deixando Nimienen abrir uma vantagem de 4 a 0. O finlandês de 33 anos chegou a ter duas oportunidades de liderar por 5 a 1, mas acabou desmoronando totalmente, perdendo os seis games seguintes.

Desta forma, o sérvio conseguiu vencer por 3 sets a 0, por 6-2, 7-5 e 6-2, em pouco mais de duas horas de jogo, depois de precisar de quatro 'match points' para fechar a partida.

Na próxima fase, 'Nole' terá pela frente o vencedor do duelo entre o luxemburguês Gilles Muller (55º) e o italiano Paolo Lorenzi (86º).

A tarefa do líder do ranking, porém, pode se complicar se chegar nas quartas de final, já que tudo indica que enfrentará Nadal, seu algoz na final do ano passado, que busca seu décimo título no Grand Slam parisiense.

Dimitrov e Bouchard vítimas da zebra

Sexto cabeça de chave, o espanhol teve mais facilidade na sua estreia, atropelando por do jovem francês Quentin Halys, de 18 anos, número 296 do ranking mundial, que, para sua partida em Roland Garros, teve a honra de enfrentar o 'Rei do Saibro' na quadra central. Nadal atropelou o estreante por 6-3, 6-3 e 6-4, em uma hora e 50 minutos.

O espanhol jogou com muita intensidade, impedindo o adversário de desenvolver seu jogo ofensivo. Mesmo assim, Halys, que é considerado uma das maiores promessas do tênis francês ganhou elogios do maior campeão da história de Roland Garros.

"Ele joga com um estilo que é o futuro do tênis. Tem um grande saque (cinco aces, contra nenhum do espanhol) e tentar acertar 'winners' (golpe vencedor que define o ponto sem que o adversário consiga tocar na bola) o tempo todo. Não é fácil jogar pela primeira vez na quadra central de Roland Garros, mas ele foi muito bem", comentou.

Nadal espera reencontrar seu melhor nível depois de um início de temporada preocupante, com apenas um título, no torneio de Buenos Aires, em fevereiro, o que o fez cair para o sétimo lugar do ranking da ATP.

"Perdi continuidade. Não perdi minha velocidade ou minha capacidade de definir os pontos, mas faltou estabilidade, ter menos momentos ruins e combinar momentos bons com momentos normais, com nível médio sempre alto", confessou 'Rafa'.

Na segunda rodada, o espanhol enfrentará o compatriota Nicolás Almagro, que superou o ucraniano Alexandr Dolgopolov em quatro sets, por 6-3, 2-6, 6-4, 7-6 (8/6).

A primeira grande zebra do torneio foi a eliminação do búlgaro Grigor Dimitrov, número 11 do mundo, derrotado 7-6 7/5, 6-2 e 6-3 pelo americano Jack Sock, 37º do ranking.

O búlgaro, que ganhou o apelido de 'Baby Federer' por ter um estilo de jogo semelhante ao do suíço, já tinha perdido na estreia no ano passado, diante do 'gigante' croata Ivo Karlovic, de 2,08 m.

Também houve surpresa no feminino, com a eliminação da canadense Eugenie Bouchard (N.6), semifinalista da última edição, superada por duplo 6-4 pela francesa Kristina Mladenovic, para a alegria da torcida local.

Resultados desta terça-feira em Roland Garros:

Simples masculino (1ª rodada):

Novak Djokovic (SRV/N.1) x Jarkko Nieminen (FIN) 6-2, 7-5, 6-2

Richard Gasquet (FRA/N.20) x Germain Gigounon (BEL) 6-3, 6-4, 6-0

Carlos Berlocq (ARG) x Illya Marchenko (UCR) 4-6, 3-6, 6-3, 7-5, 6-2

Yen-Hsun Lu (TPE) x Blaž Kavcic (SLO) 6-7 (4/7), 6-1, 6-1, 7-5

Kevin Anderson (RSA/N.15) x Tim Smyczek (EUA) 6-4, 6-4, 6-2

Nicolas Almagro (ESP) x Alexandr Dolgopolov (UCR) 6-3, 2-6, 6-4, 7-6 (8/6)

Rafael Nadal (ESP/N.6) x Quentin Halys (FRA) 6-3, 6-3, 6-4

João Sousa (POR) x Vasek Pospisil (CAN) 6-3, 7-6 (7/5), 6-1

Jérémy Chardy (FRA) x Michael Berrer (ALE) 4-6, 6-3, 6-4, 6-4

John Isner (EUA/N.16) x Andreas Seppi (ITA) 7-5, 6-2, 6-3

Marin Cilic (CRO/N.9) x Robin Haase (HOL) 6-2, 6-4, 6-2

Andrea Arnaboldi (ITA) x James Duckworth (AUS) 4-6, 6-7 (5/7), 7-6 (7/4), 7-6 (7/2), 6-0

Jerzy Janowicz (POL) x Maxime Hamou (FRA) 6-7 (4/7), 6-3, 6-4, 6-4

Leonardo Mayer (ARG/N.23) x Jiri Vesely (RTC) 3-6, 7-6 (8/6), 6-3, 5-7, 6-2

Daniel Gimeno (ESP) x João Souza (BRA) 7-6 (7/5), 6-4, 6-4

David Ferrer (ESP/N.7) x Lukas Lacko (SVQ) 6-1, 6-3, 6-1

 

Simples feminino (1ª rodada):

Andrea Petkovic (ALE/N.10) x Shelby Rogers (EUA) 6-2, 6-1

Sesil Karatantcheva (BUL) x Jelena Jankovic (SRV/N.25) 6-3, 6-4

Irina Falconi (EUA) x Manon Arcangioli (FRA) 6-2, 6-0

Julia Görges (ALE) x Coco Vandeweghe (EUA) 6-2, 5-7, 6-1

Caroline Wozniacki (DIN/N.5) x Karin Knapp (ITA) 6-3, 6-0

Petra Kvitova (RTC/N.4) x Marina Erakovic (NZL) 6-4, 3-6, 6-4

Silvia Soler (ESP) x Pauline Parmentier (FRA) 6-4, 6-3

Timea Bacsinszky (SUI/N.23) x Lara Arruabarrena (ESP) 6-3, 6-4

Tereza Smitkova (RTC) x Taylor Townsend (USA) 6-3, 6-4

Francesca Schiavone (ITA) x Qiang Wang (CHN) 3-6, 6-3, 6-4

Svetlana Kuznetsova (RUS/N.18) x Kiki Bertens (HOL) 6-1, 4-6, 6-2

Zarina Diyas (CAZ/N.32) x Dinah Pfizenmaier (ALE) 6-4, 6-1

Alison Van Uytvanck (BEL) x Anna Karolína Schmiedlová (SVQ) 7-6 (7/4), 7-6 (9/7)

Kristina Mladenovic (FRA) x Eugenie Bouchard (CAN/N.6) 6-4, 6-4

Leia tudo sobre: novak djokovictenisroland garrosrafael nadalfrança