Um duro golpe nos separatistas

Amálgama de partidos independentistas de esquerda, a Bildu não resistiu ao debate gerado por sua gestão, onde governava desde 2011

iG Minas Gerais |

Madri. Os separatistas bascos e catalães sofreram um duro golpe nas eleições municipais de domingo na Espanha, perdendo cidades-chave conquistadas há quatro anos como Barcelona, a capital de Catalunha, e San Sebastián, no País Basco.

Os separatistas de esquerda bascos da coalizão EH Bildu deixaram de ser a maior força municipal na região com 896 vereadores em comparação às 1.017 cadeiras conquistadas pelos nacionalistas conservadores do PNV, que recuperaram a maioria.

Amálgama de partidos independentistas de esquerda, a Bildu não resistiu ao debate gerado por sua gestão, onde governava desde 2011. San Sebastián, a joia da coroa dos separatistas, passou a ser a terceira força política com 6 vereadores. “Temos que fazer a autocrítica porque não temos sido capazes de aglutinar os apoios suficientes”, afirmou no domingo, depois dos resultados, o secretário-geral da Eusko-Alkartasuna, uma das formações integrantes da Bildu, Peio Urizar.

Em Vitoria, capital administrativa da região tradicionalmente conservadora, o Partido Popular (PP) conserva sua maioria com nove vereadores, à frente aos seis da Bildu e aos cinco do PNV.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave