Operação do MP termina com nove presos no Triângulo

Foram presos líderes de uma organização criminosa especializada em assaltos a ônibus, roubos de carro e explosão de caixas eletrônicos

iG Minas Gerais | Da redação |

Nove pessoas foram presas na manhã desta segunda-feira (25), durante a segunda fase da operação TNT, deflagrada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Uberlândia. A ação teve o apoio da Polícia Militar, que cumpriu mandados de prisão nas cidades de Uberlândia, Ituiutaba e Uberaba, no Triângulo, e Curvelo, na região Central do Estado.

O objetivo da operação é desarticular uma organização criminosa especializada na prática de crimes contra o patrimônio, em especial assalto a ônibus em rodovias, roubo de carros e cargas e explosão de caixas eletrônicos. A primeira etapa foi concluída no dia 30 de abril deste ano.

Na segunda fase, a operação se destinou a prender os líderes da organização que, segundo o Ministério Público, também integram a organização do PCC, além das pessoas que encomendavam as cargas roubadas. Segundo a investigação, pelo menos 26 crimes graves foram praticados por esta organização criminosa na região.

A ação envolveu 80 policiais e 20 viaturas. Promotores de Justiça e policiais rodoviários federais também participaram da ação. O Ministério Público ofereceu denúncia contra 24 pessoas que integravam a organização criminosa, sendo que a maioria dos denunciados se encontra presa.