Bulgária, Grécia e Turquia assinam acordo para frear migração ilegal

A Turquia recebeu dois milhões de imigrantes, entre eles 1,7 milhão de refugiados sírios, declarou o ministro turco do Interior, Sebahattin Osturk

iG Minas Gerais | AFP |

Bulgária, Grécia e Turquia assinaram nesta segunda-feira um acordo em Sofia para criar um centro de troca de informação em tempo real, com o objetivo de frear a migração clandestina e o contrabando.

Este centro de colaboração policial e aduaneira ficará no posto fronteiriço de Kapitan-Andreevo, entre Bulgária e Turquia, anunciou a ministra búlgara do Interior, Rumiana Bachvarova.

O acordo precisa ser votado pelos parlamentos dos três países.

A Turquia recebeu dois milhões de imigrantes, entre eles 1,7 milhão de refugiados sírios, declarou o ministro turco do Interior, Sebahattin Osturk, que lamentou que a União Europeia só tenha dado 300 milhões de dólares para enfrentar os gastos gerados por esta situação.

A Bulgária, integrante da UE desde 2007, construiu uma cerca de 30 quilômetros e mobilizou policiais para limitar a entrada de migrantes clandestinos procedentes da Turquia.

O país enfrenta, no entanto, uma explosão do número de migrantes que entram em seu território rumo à Europa Ocidental.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave