Massa lamenta corrida em Mônaco e diz que carro também não ajudou

Brasileiro largou em 12º, mas foi tocado por Pastor Maldonado e precisou ir para os boxes ainda na primeira volta

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Massa considera que a sua corrida terminou logo na primeira curva
Reprodução/ Facebook Felipe Massa
Massa considera que a sua corrida terminou logo na primeira curva

O GP de Mônaco foi uma prova pra ser esquecida por Felipe Massa e pela Williams. O brasileiro que largou na 12ª posição, viu seu FW37 ser tocado pela Lotus de Pastor Maldonado ainda na primeira volta. Consequentemente, Massa precisou ir precocemente para os boxes e acabou voltando em último lugar. Daí pra frente, o brasileiro teve que fazer uma prova de recuperação. 

Ao fim da corrida,- quando terminou na 15ª posição-, o brasileiro lamentou o dia “terrível” nas ruas do Principado.

“Hoje (domingo) foi um dia muito frustrante, e é uma corrida para esquecermos. Minha corrida efetivamente acabou na curva 1, com outro carro me tocando e me deixando com uma série de danos para meus pneus e a asa dianteira. O pit stop que fiz ainda na primeira volta me colocou no fundo do pelotão, e fiquei o restante da prova diante de bandeiras azuis”, explicou.

A Williams já não vinha bem em Mônaco desde os treinos livres. Visilmente afetada pelas características da pista, a equipe que é a terceira força da Fórmula 1, também não conseguiu se sair bem na classificação do grid. Companheiro de Massa, Valtteri Bottas largou apenas em 16º e também não pontuou.

Além disso, Massa reconheceu que o carro não ajudou, mas já se mantém otimista para as próximas provas.

“O carro não teve seu desempenho habitual durante todo o fim de semana. Mas sabemos que temos potencial nas pistas do Canadá e da Áustria, então vamos adequar o nosso carro para voltar a brigar pelas posições da frente”, avaliou o brasileiro. 

Leia tudo sobre: formula 1felipe massawilliamserrogp de monacovaltteri bottas