Horta urbana distribui alimentos

Iniciativa mostra que é possível ter acesso a alimentos frescos e orgânicos introduzir o conceito de alimentação e hábitos saudáveis

iG Minas Gerais | Da Redação |

Ação no Rio de Janeiro atesta que é possível ter acesso a alimentos frescos e orgânicos
Ação no Rio de Janeiro atesta que é possível ter acesso a alimentos frescos e orgânicos

Uma iniciativa no Rio de Janeiro atesta que é possível ter acesso a alimentos frescos e orgânicos. Ação parte da Horta Municipal de Porto Real que distribui os alimentos cultivados para escolas municipais e ao Hospital Municipal São Francisco de Assis.

O objetivo é introduzir o conceito de alimentação orgânica e hábitos saudáveis para a população. Desta maneira, três vezes por semana são entregues 240 pés de alface, 40 molhos de couve e cerca de 100 kg de mandioca, como complemento da merenda escolar.

Uma média de 500 kg de mandioca deve ser colhida nos próximos meses. Já o plantio e colheita de verduras como alface e couve são rotativos. Árvores de acerola, ameixa, abil, banana e goiaba são fixas. Em média ocorre o plantio e colheita de pés de alface e almeirão a cada 15 dias. Foram plantados ainda 1.200 pés de couve, 100 de cebola, 20 de abóbora e 20 de jiló; 800 cabeças de alface e 400 de mostarda.

"É gratificante ver o resultado de nosso trabalho beneficiar os alunos da rede pública. Faremos sempre o que for necessário para termos ainda melhores resultados”,  diz o  diretor dos Serviços Urbanos da cidade.Sebastião Camilo de Oliveira.

No último sábado, aconteceu o Dia Mundial contra a Monsanto,  que é uma das maiores produtoras de agrotóxicos do mundo e o Brasil lidera a lista de consumidores desses herbicidas.

Leia tudo sobre: hortasustentabilidade