Economistas preveem alta de 13,75% da taxa de juros para o fim do ano

Expectativa é que o PIB retraia 1,24% em 2015; na semana passada, a expectativa era de retração de 1,20%

iG Minas Gerais | Folhapress |

undefined
DANIEL IGLESIAS/O TEMPO
undefined

O centro das expectativas (mediana) do mercado para a taxa anual de juros Selic no fechamento de 2015 subiu para 13,75% -hoje, a taxa está em 13,25%. Há três semanas, mantinha-se expectativa de uma Selic em 13,50%.

Os dados são do boletim Focus do Banco Central, pesquisa que é feita semanalmente entre economistas e instituições financeiras. Para 2016, a expectativa é que a Selic aumente para 12%. Na semana passada, esperava-se a taxa em 11,75%.

A taxa é o principal instrumento do governo para o controle da inflação. Quanto mais alta, mais caro fica emprestar dinheiro no Brasil, o que em tese diminui o consumo e estanca os preços.

A previsão para a Selic acompanha a perspectiva de alta do IPCA, a inflação oficial em 2015, que subiu pela sexta semana seguida para 8,37%. Na semana passada, esperava-se inflação em 8,31%. Para 2016, foi mantida a expectativa de inflação em 5,50%.

Retração do PIB

A expectativa é que o PIB retraia 1,24% em 2015. Na semana passada, a expectativa era de retração de 1,20%.

Para 2016, espera-se uma recuperação de 1%, a mesma expectativa da semana anterior. A taxa de câmbio foi mantida a mesma da semana anterior: de R$ 3,07 no fechamento de 2015 e de R$ 3,25 em 2016.

Leia tudo sobre: selictaxa de juroseconomistas