Juiz autoriza a transferência de mais quatro presos da Lava Jato

André Vargas, Luiz Argôlo, Pedro Corrêa e João Vaccari Neto serão levados da sede da Polícia Federal, em Curitiba, para o Complexo Médico-Penal em Pinhais, região metropolitana da capital paranaense

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Argumentação. Para Sérgio Moro, dinheiro obtido ilegalmente no mensalão não poderia ser utilizado
DANIEL CASTELLANO
Argumentação. Para Sérgio Moro, dinheiro obtido ilegalmente no mensalão não poderia ser utilizado

Mais quatros presos da operação Lava Jato serão transferidos da sede da Polícia Federal, em Curitiba, para o Complexo Médico-Penal em Pinhais, na região metropolitana da capital paranaense. A transferência foi autorizada pelo juiz federal Sérgio Moro em despacho publicado na noite de domingo (24).

Os ex-deputados federais André Vargas, Luiz Argôlo e Pedro Corrêa, além do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, serão transferidos para a penitenciária. A PF não informou o horário e data de quando os detentos devem ser levados.

O pedido de transferência foi feito pelo delegado Igor Romário de Paulo, na quinta-feira (21). A justificativa é de que a carceragem enfrenta problemas de espaço para manter todos os detentos acomodados.