Charles renasce com golaço, mas Cruzeiro cede empate no Mineirão

Volante celeste foi titular na formação alternativa da Raposa e se destacou em campo, mas time não conseguiu se impor

iG Minas Gerais | thiago prata |

ESPORTES - BELO HORIZONTE MG - BRASIL - 24.5.2015 - CAMPEONATO BRASILEIRO 2015 - Partida entre Cruzeiro x Ponte Preta pela 3 rodada do Campeonato Brasileiro 2015 realizada no Estadio Mineirao em Belo Horizonte MG.
Foto: Douglas Magno / O Tempo
douglas magno
ESPORTES - BELO HORIZONTE MG - BRASIL - 24.5.2015 - CAMPEONATO BRASILEIRO 2015 - Partida entre Cruzeiro x Ponte Preta pela 3 rodada do Campeonato Brasileiro 2015 realizada no Estadio Mineirao em Belo Horizonte MG. Foto: Douglas Magno / O Tempo

O golaço do volante Charles aos 36 min do segundo tempo da partida deste domingo contra a Ponte Preta foi um prêmio a um atleta que passou mais de um ano sem jogar e que sonhava em voltar a honrar o manto celeste. Infelizmente, o que poderia também ser o gol do primeiro triunfo do Cruzeiro no Brasileirão, acabou um pouco ofuscado por conta do tento de Biro Biro, que representou o empate da Macaca.

No entanto, é de salientar que o time reserva fez o que pôde, driblou a falta de entrosamento, e demonstrou muita vontade de vencer durante todo o tempo. O triunfo não veio, mas a torcida reconheceu o esforço dos azuis no empate em 1 a 1.

Agora, as atenções se voltam para a batalha de quarta-feira ante o River Plate-ARG, pelo segundo embate das quartas de final da Libertadores. Após ganhar o confronto de ida, em Buenos Aires, por 1 a 0, a Raposa tenta concretizar a classificação e dar mais um passo rumo ao tri da maior competição sul-americana de clubes. E talvez os titulares possam se espelhar na gana do autor do gol dos celestes neste domingo.

“Precisava fazer este golzinho e ter uma atuação legal. Fiquei um ano e três meses treinando em separado. Veio outros times atrás de mim, mas eu queria terminar meu ciclo no Cruzeiro. É um momento mágico que estou vivendo e espero crescer a cada dia”, disse Charles.

O jogo. Era esperado que o Cruzeiro enfrentasse dificuldades devido à falta de entrosamento, uma vez que a equipe que começou a partida era formada apenas por atletas reservas. Mas além da falta de criatividade ofensiva, os celestes quase se complicaram defensivamente no primeiro tempo.

O Cruzeiro ficava 'refém' dos lampejos de habilidade de Gabriel Xavier, um dos poucos jogadores lúcidos na primeira etapa, que terminou em 0 a 0.

“Pela primeira vez jogamos juntos. Estamos sem entrosamento. Vamos tentar melhorar na segunda etapa para sair com a vitória”, ressaltou o lateral-direito Ceará no intervalo.

A equipe mineira voltou para o segundo tempo construindo boas jogadas. A baixa ficou por conta da saída de Gabriel, devido a um corte na boca e uma torção no tornozelo. O meia Alisson, livre de lesão, entrou na vaga do camisa 18. Neílton também entrou em campo no lugar de Bruno Edgar, dando mais ofensiva aos azuis.

A mudança tática resultou no crescimento de cada atleta. Charles, por exemplo, fez uma bela apresentação no segundo tempo e acabou premiado com um gol. No entanto, a festa durou pouco quando Biro-Biro acertou um chutaço no canto direito de Rafael. CRUZEIRO 1 X 1 PONTE PRETA Motivo: 3ª rodada do Campeonato Brasileiro Estádio: Mineirão Árbitro: Anderson Daronco (RS/Fifa) Renda: R$ 290.012 Público: 10.645 pagantes Cartões Amarelos: Paulo André, Fabrício (Cruzeiro); Pablo, Juninho (Ponte Preta) Cartão Vermelho: Guto Ferreira (Ponte Preta) Gols: Charles (Cruzeiro); Biro-Biro (Ponte Preta)

CRUZEIRO Rafael, Ceará, Léo, Paulo André e Fabrício; Eurico, Bruno Edgar (Neílton), Charles, Gabriel Xavier (Alisson) e Joel; Henrique Dourado (Riascos). Técnico: Marcelo Oliveira

PONTE PRETA Marcelo Lomba, Rodinei, Tiago Alves, Pablo e Juninho; Josimar, Fernando Bob, Renato Cajá (Roni) e Felipe Azevedo (Cesinha); Biro-Biro e Diego Oliveira (Borges). Técnico: Guto Ferreira

Leia tudo sobre: cruzeiroraposacharlesponte pretaempatemineiraofutebol