Preço baixo retira qualidade de projeto

Na última terça-feira, o governo anunciou que receberá propostas de empresas que desejam oferecer serviços em estradas estaduais

iG Minas Gerais | Aline Diniz |

O secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas de Minas, Murilo Valadares, questionou a lei federal que prevê que obras sejam licitadas tendo como base o menor valor de custo. Durante o 2º Fórum Nacional de Mobilidade Urbana, realizado ontem na capital, ele afirmou que a imposição tira o foco da técnica no momento do planejamento.

“Ninguém (técnicos) quer assinar nada, porque não há apoio dos órgãos de controle”, disse Valadares, que defende que a técnica seja combinada com o preço.

Ele destacou que “a crise não é ruim”, já que esse tempo pode ser usado para o planejamento de obras, principalmente para as estradas do Estado. “Não é um ano de obras, e sim de planejamento”.

Na última terça-feira, o governo anunciou que receberá propostas de empresas que desejam oferecer serviços em estradas estaduais. Os interessados poderão fazer estudos e propor intervenções. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave