Boca vai processar autores de ataque

Entre os nomeados na ação está Adrián Napolitano, o Panadero, que atirou a substância química e agora sofre ameaças de morte da própria torcida do Boca Juniors

iG Minas Gerais |

Buenos Aires, Argentina. O Boca Juniors recorrerá à Justiça contra 17 sócios que expulsou e considera envolvidos nos incidentes que levaram à eliminação do clube da Copa Libertadores no clássico do último dia 14 contra o River Plate. O pedido de indenização está próximo dos US$ 7,8 milhões. O clássico argentino disputado pelas oitavas de final não terminou, por uma agressão com gás de pimenta contra jogadores visitantes no intervalo, quando a partida estava 0 a 0.

Entre os nomeados na ação está Adrián Napolitano, o Panadero, que atirou a substância química e agora sofre ameaças de morte da própria torcida do Boca Juniors. Parte dos processados estava no setor da plateia, de onde jogavam garrafas contra os jogadores do River Plate.

O clube estima o prejuízo em US$ 7,2 milhões. Há consequências paralelas. A possível renovação do contrato do atacante Pablo Osvaldo, principal jogador do time, pertencente à Internazionale, não ocorrerá.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave