Confiantes, mas sem oba-oba

Um dos jogadores mais procurados pelo torcedor nesta sexta, em Confins, foi Marquinhos

iG Minas Gerais | Thiago Nogueira |

Apagado. 
Mesmo sem uma boa atuação contra o time argentino, Arrascaeta recebeu o carinho e o apoio do torcedor cruzeirense
Lincon Zarbietti / O Tempo
Apagado. Mesmo sem uma boa atuação contra o time argentino, Arrascaeta recebeu o carinho e o apoio do torcedor cruzeirense

Satisfeitos com uma vitória histórica, mas com os pés bem firmes no chão. Foi com esse sentimento que os jogadores do Cruzeiro desembarcaram, nesta sexta pela na manhã, no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins. Na quinta-feira, a equipe celeste bateu o River, em pleno estádio Monumental de Núñez, em Buenos Aires, por 1 a 0, no primeiro jogo das quartas de final da Libertadores.

O triunfo não só deixou a Raposa com a vantagem de jogar pelo empate no duelo de volta, na próxima quarta-feira, no Mineirão, como também representou um feito. Resgatando-se a vitória sobre o Boca Juniors em 1994, a equipe celeste tornou-se o único clube a bater os dois maiores times argentinos em suas casas na principal competição do continente. De quebra, o Cruzeiro ainda superou o São Paulo como o brasileiro com maior número de vitórias na competição. Agora, são 86 em 147 jogos disputados em 15 edições.

Reconhecimento. Embora pequena por causa do horário, a torcida cruzeirense fez muito barulho na chegada dos jogadores nesta sexta, em Confins, ovacionando, em especial, o meia-atacante Marquinhos, autor do gol da vitória sobre os argentinos. “Boa garoto! Jogou muito!”, gritava um dos torcedores.

“Isso é bom. A gente vem trabalhando, vem conquistando o nosso espaço para dar alegria para eles. Fico com mais confiança”, ressaltou Marquinhos, que não se cansou de posar para fotos mesmo depois de três horas de viagem pela madrugada.

“Hoje podemos dizer que estamos quase classificados, mas não acabou ainda. A gente sabe o risco que pode ter dentro de casa. Temos que jogar da mesma forma que jogamos contra o São Paulo”, disse o volante Willians, referindo-se à vitória sobre o tricolor paulista, pelas oitavas de final do torneio.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave