Ministério Público denuncia dono de bufê infantil por morte em brinque

Promotores entenderam que empresário foi negligente porque não fez reparos no brinquedo mesmo após um alerta do um técnico de manutenção

iG Minas Gerais | Folhapress |

O Ministério Público denunciou (acusação formal) nesta semana o dono de um bufê infantil sob a acusação de homicídio doloso pela morte de uma advogada dentro do estabelecimento, em julho de 2011.

A advogada Vanessa Nespoli, 30, caiu de uma minimontanha-russa no Buffet Aquarela Kids, no Tatuapé, zona leste de São Paulo. Foi levada a um hospital, mas acabou morrendo.

O acidente aconteceu quando Vanessa e o marido, Heber Carneiro de Moraes, 33, comemoravam o aniversário do filho de um colega de trabalho dela. A minimontanha-russa, com dois carrinhos, comportava até quatro pessoas. Os dois estavam sozinhos no equipamento no momento do acidente.

Na época, testemunhas disseram que o cockpit - cabine de fibra onde os passageiros se acomodam - se despregou do chassi do carrinho, que continuou no trilho, e o casal despencou de uma altura aproximada de cinco metros.

Vanessa bateu a cabeça no chão. Heber, segundo testemunhas, caiu sobre ela. Para a Promotoria, Rodrigo Saraiva, o dono do bufê, foi negligente porque não fez reparos no brinquedo mesmo após um alerta do um técnico de manutenção.

Além disso, os promotores disseram que o local não tinha alvará de funcionamento. Pela falta do documento, o local chegou a ser interditado mais de uma vez antes do acidente.

A reportagem não conseguiu localizar o advogado de Saraiva.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave