Ban Ki-moon exige que Nigéria ajude vítimas do Boko Haram

O exército nigeriano, com a ajuda dos países vizinhos, liberou várias cidades do controle do Boko Haram em uma operação lançada em fevereiro

iG Minas Gerais | AFP |

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu nesta sexta-feira à Nigéria que dê ajuda médica e psicológica aos sobreviventes de ataques e estupros do Boko Haram.

O exército nigeriano, com a ajuda dos países vizinhos, liberou várias cidades do controle do Boko Haram em uma operação lançada em fevereiro.

Mulheres e meninas têm dado, desde então, testemunhos de estupros e abusos sexuais, enquanto os moradores asseguraram que as crianças são usadas em missões suicidas.

Ban disse que está "paralisado" pelos relatos das vítimas e pediu ao "governo da Nigéria para ampliar as provisões para o atendimento médico e psicológico dos sobreviventes".

O presidente do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICR), Peter Maurer, descreveu na quinta-feira a violência do Boko Haram como "uma das crises humanitárias mais sérias da África" e pediu recursos adicionais para ajudar as vítimas.

"Comunidades inteiras fugiram de seus povoados e têm passado um sofrimento inimaginável... Precisam de um apoio muito maior do que o CICV pode fornecer, embora em muitos locais duramente afetados estamos sós", disse Maurer depois de uma visita às regiões afetadas.

A ONU criticou a gestão da crise do Boko Haram por parte do governo da Nigéria e destacou que o exército deu uma resposta lenta à violência.

O levante islamita deixou mais de 15.000 mortos desde 2009 e forçou um milhão e meio de pessoas a deixar suas casas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave