Músico de Contagem estará no projeto Dia da Música

Chicó do Céu e banda conseguiram votos suficientes dos internautas e estão entre os selecionados para o evento

iG Minas Gerais |

O músico contagense Chicó do Céu participará, ao lado de sua banda, da edição nacional do projeto Dia da Música, evento musical que selecionou 12 bandas para fazer shows nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.    O artista tocará na capital carioca, entre os dias 20 e 21 de junho de 2015. Para que pudesse fazer parte do circuito, o artista, que toca ao lado dos amigos Téo Nicácio, Daniel Cosso, Willian Rosa e Rafa Nunes, contou com o voto dos internautas e ficou entre os mais votados no site do festival.    O show da banda deve contar com um repertório variado incluindo várias canções do grupo. Entre as músicas que devem fazer parte da apresentação estão “Ela”, “Login”, “Chão”, “Lembrete”, “262 Blues”, “Maria Catarina”, “Moça Bonita” e “Leve”. Todas podem ser ouvidas no canal de Chicó do Céu no YouTube.   Sobre a banda O primeiro a juntar-se à parceria musical da banda foi Téo Nicácio, artista que também se dedica à arte circense e assina a maioria dos arranjos de Chicó do Céu. Já o membro Daniel Cosso, além de baterista, é produtor musical e faz parte do Boneco de Pano e do Brasil Paralelo.    Willian Rosa, que é o baixista da banda, é multi-instrumentista e participa também dos grupos Iconili e Peluqueria. Já quem faz percussão é Rafa Nunes, que também integra a banda Iconili. Apesar de não ter nascido em Contagem, Chicó do Céu foi criado na cidade, e morou dos 10 aos 20 anos no bairro Funcionários, onde aprendeu os primeiros acordes musicais, aos 17 anos de idade.    A origem do nome artístico Chicó do Céu remonta à adolescência do músico. Ele conta que as garotas achavam graça dele, por ser diferente dos outros garotos. Nessa época, o artista seguia o estilo punk, e usava roupas bem extravagantes. “Na escola, quando passava pelos corredores, as meninas comentavam: ‘Oh que menino chique, oh! num tom de brincadeira’. E foi assim, de ‘chique oh’ em ‘chique oh’, acabei virando o Chicó”, revela.   Atualmente, o artista está iniciando seu trabalho de produção autoral. “Estou gravando de forma independente meu primeiro disco, que tem previsão de sair ainda neste ano, terá nove faixas e se chamará ‘De Sol a Sol’”, conta.   Além disso, o artista possui um trabalho de quase dez anos com a narradora de histórias Aline Cântia. Juntos, os dois criam novas roupagens para contos recolhidos mundo afora.  “Enquanto a Aline tece fios narrativos literários, eu reinvento sons inspirados nas raízes de cada história”, diz. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave