Gallardo coloca revés do River na conta do desgaste contra o Boca

Questões físicas e psicológicas foram, na visão do treinador, problemas do Millonarios no primeiro jogo com a Raposa

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Argentina's River Plate team coach Marcelo Gallardo (R) speaks with the assistant referee during the Libertadores Cup quarterfinals first leg football match against Brazil's Cruzeiro at the Monumental stadium in Buenos Aires, on May 21, 2015.  AFP PHOTO / ALEJANDRO PAGNI
AFP
Argentina's River Plate team coach Marcelo Gallardo (R) speaks with the assistant referee during the Libertadores Cup quarterfinals first leg football match against Brazil's Cruzeiro at the Monumental stadium in Buenos Aires, on May 21, 2015. AFP PHOTO / ALEJANDRO PAGNI

A vitória do Cruzeiro sobre o River Plate (ARG) por 1 a 0, na última quinta-feira, deixou os cruzeirenses felizes e os argentinos lamentando o revés, que ampliou o retrospecto positivo dos celestes diante do Millonarios.

O técnico do River, Marcelo Gallardo, foi um dos que criticou a atuação de sua equipe após o confronto com a Raposa.  “Se você jogar bem você tem chances de perder. Não podemos jogar pior do que este jogo. Agora, temos a possibilidade de ir para vencer no Brasil e enquanto essa chance existir, essa equipe não desiste nunca”, disse Gallardo.

O treinador do River Plate (ARG) justificou a derrota para o Cruzeiro citando o desgaste físico e psicológico sofrido pelos jogadores nas partidas contra o Boca Juniors (ARG), pelas oitavas de final da Libertadores.

Cruzeiro e River Plate (ARG) voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, às 22h, no Mineirão. A Raposa joga pelo empate para ir às semifinais. Caso leve um gol dos argentinos, precisará vencer por dois ou mais gols de diferença. Para o time de Buenos Aires, só a vitória por mais de dois gols interessa. Novo 1 a 0, dessa vez para o River, levará a decisão para os pênaltis.