Hipnotizados pelo suingue desses metais

Espaço Even terá banda norte-americana de jazz e rap nos metais, além de Móveis Coloniais de Acaju e Alcova Libertina

iG Minas Gerais | LUCAS SIMÕES |

Hypnotic Brass Ensemble chegou a saudar público de Brasília e Curitiba, onde também agendaram shows
IncrivelDivulgacao
Hypnotic Brass Ensemble chegou a saudar público de Brasília e Curitiba, onde também agendaram shows

A festa I.N.C.R.Í.V.E.L! não carrega esse nome à toa. A proposta é que se possa aproveitar shows de alto nível, enquanto se diverte com palhaços em enormes pernas de pau, performances em tecido, malabaristas e trapezistas que dialogam com os sons contemporâneos do palco principal. Em sua sétima edição, a I.N.C.R.Í.V.E.L! vai além. Hoje à noite, no Espaço Even, a festa vai receber pela primeira vez em Belo Horizonte a banda norte-americana Hypnotic Brass Ensemble, aclamada por seus arranjos suingados de jazz e hip hop em metais, além do groove dos Moveis Coloniais de Acaju e a agitação carnavalesca da Alcova Libertina. Tudo incrementado por divertidas surpresas circenses.

Criada para ser um respiro de movimentos artísticos alternativos na cidade, a I.N.C.R.Í.V.E.L é uma iniciativa da Híbrido Comunicação e se mantém desde sua estreia como um desdobramento do S.E.N.S.A.C.I.O.N.A.L, um festival de bandas que ocupa a capital desde 2010, dando espaço a artistas brazucas como China e Curumim, além de nomes de fora, como os argentinos do Violentango.

Desta vez, a principal atração será a visita inédita na cidade da Hypnotic Brass Ensemble. A banda formada nos anos 2000 por oito irmãos negros de Chicago, todos filhos do trompetista de jazz Phil Cohran, é responsável por unir diversos elementos de sopro, como trombone e trompete, além de uma bateria aliada a baixo e guitarra para misturar jazz e hip hop, com influências de funk e rock. De apresentações formidáveis nas ruas de Chicago, a Hypnotic Brass Ensemble conquistou o gosto popular e atraiu a atenção da crítica, gravando 16 discos e acumulando parcerias com Damon Albarn, Gorilaz e Tony Allen. Em Belo Horizonte, o grupo vai apresentar boa parte do álbum “Firte” (Pheelco/ChoiceCuts), de 2012, além de novos singles que dão uma prévia do que pode vir por aí na discografia da banda, como “Straight Business”, lançado este ano.

Também envolta pelos naipes de metais, os Móveis Coloniais de Acaju são outra atração energética da noite. Para o vocalista André Gonzales, um show na mesma festa que o Hypnotic Brass tem um “peso a mais” na carreira. “São caras sensacionais. É claro que estaremos vidrados quando eles forem tocar, mas vamos apostar que eles também possam ouvir nossos metais e trocarmos experiências só de estar ali, no mesmo lugar. Vai ser um encontro daqueles que você guarda para toda a vida, sem dúvida”, diz Bruno.

No palco, André Gonzales lidera os músicos Beto Mejía (flauta transversal), Eduardo Borém (gaita cromática, teclados e escaleta), Esdras Nogueira (saxofone barítono), Fabio Pedroza (baixo), Fernando Jatobá (guitarra), Paulo Rogério (sax tenor) e Gabriel Coaracy (bateria), que ainda mantêm um show bem focado no último disco, “De Lá Até Aqui” (2013), em uma mistura de soul music e baladas beatlemaníacas, bem mais pop e dançante do que os dois antecessores, “Idem” (2005) e “C_mpl_te” (2009). “A gente matuta um próximo disco. Em todos até agora fomos subindo o tom dançante, não dá pra ser diferente”, diz André.

CARNAVALIZA. Em uma nítida apropriação do espírito de ter Carnaval durante o ano inteiro, a Alcova Libertina também marca presença na festa, com o conhecido repertório que carnavaliza canções dos Beatles, Led Zeppelin e Rolling Stones, além de transformar cancioneiros da MPB, como Gilberto Gil e Caetano Veloso. Entre os shows, a discotecagem fica por conta dos DJ Yuga e Thiagão, ambos residentes na festa Sexta Básica.

Serviço. Festa I.N.C.R.Í.V.E.L! no Espaço Even (rua Vereador Antônio Zandona, 245, Jardinópolis), hoje, às 22h, com shows de Alcova Libertina, Móveis Colonias de Acaju e Hypnotic Brass Ensemble. Os ingressos custam R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia-entrada).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave