Momento é de equilíbrio total no futebol sul-americano

iG Minas Gerais |

Roberto Perfumo foi um dos melhores zagueiros do futebol argentino e fez história no Racing, na seleção portenha e no Cruzeiro nos anos 1970. Hoje, ele é comentarista, com uma coluna de prestígio no diário “Olé”, de Buenos Aires. Na terça-feira, ele criticou o atual time do Cruzeiro e o nosso futebol, afirmando que o Brasil passa por um dos piores momentos da história e que a Raposa tem um dos times mais fracos de que se tem notícia. Interessante é que a maioria dos cruzeirenses com quem conversei sobre isso concorda com o ex-zagueiro. Certo, mas ele deveria ter falado a mesma coisa sobre o River, que passa por momento pior que o do Cruzeiro, tanto que fez a pior campanha entre todos os classificados para as oitavas de final da Libertadores. Quem corre mais Por isso, o equilíbrio entre eles nesta briga para chegar às semifinais é grande, independentemente do resultado desta noite, já que o jogo da volta será no Mineirão. O futebol está nivelado na América do Sul, e as previsões estão se tornando cada vez mais arriscadas. Na primeira fase da Libertadores, Corinthians e Boca Juniors eram apontados como os melhores times do continente, favoritíssimos ao título. Quem apostou perdeu feio! Hoje, ambos têm treinadores e jogadores questionados pelos mesmos que os endeusavam. Simples assim? Incrível como fatores psicológicos influenciam no rendimento de muitos atletas. Os jogadores do Atlético priorizaram duas explicações para justificar o grande futebol apresentado: puseram na cabeça que o jogo era “em casa”; e o agradecimento à torcida pela recepção calorosa em Confins na volta do time de Porto Alegre, depois da eliminação na Libertadores. A realidade O atual equilíbrio em nosso futebol é realmente grande. Tanto que uma goleada de 4 a 1 como a do Atlético no Fluminense chamou a atenção da imprensa de todo o país. Foi uma partida impecável do Galo, mas que não justifica elogios como “melhor time do país”, “favorito” ao título e outros exageros em uma segunda rodada de campeonato. E o Fluminense não é lá essas coisas.

Bem de saúde Dois ícones do nosso futebol passaram por cirurgias, mas retornam às atividades normais nos próximos dias: o ex-craque Dirceu Lopes e o grande repórter Roberto Abras. Oba-oba Todo exagero nas avaliações positivas de qualquer time é prejudicial. Serve para deixar os jogadores achando que são os maiores, relaxarem e ficarem achando que não precisam correr tanto para superar os seus adversários, que, entretanto, entram babando para poder derrotar o “favorito” a ser batido.

Má ideia Lamentável que haja pessoas pedindo a cabeça do técnico Givanildo em caso de insucesso do América contra o Ceará, pela Copa do Brasil. Não se interrompe um trabalho sério dessa forma. O América precisa fazer um trabalho de longo prazo. Se Givanildo já mostrou que é bom de serviço no próprio clube, e não se envolve com interesses de empresários, é o treinador ideal para isso. Da segundona No Campeonato Mineiro da Segunda Divisão, que começa  no dia 26 de julho, votos de sucesso ao ex-zagueiro João Carlos, técnico que volta a comandar a Esportiva Guaxupé, que só não vença o nosso Democrata Jacaré nessa disputa. Em 2012, ele quase levou o time ao Módulo 2. Quem quiser notícias do campeonato e dos times pode recorrer ao ótimo blog www.segundonamineira.com, do juiz-forano Vitor Lima Gualberto, que nesta semana informou também que o goleiro Fábio Noronha, de 39 anos, foi o primeiro reforço do Nacional de Uberaba para a disputa. A Segunda Divisão, neste ano, será sub-23, com apenas cinco atletas acima dessa idade.

Figueirense Interessante é que a segundona mineira terá um time chamado Figueirense, que é da belíssima São João del Rei, que inclusive está fazendo uma seletiva visando garimpar jovens talentos para a disputa do campeonato. Para atletas nascidos a partir do ano de 1992. Testes conduzidos por Luis Henrique Arantes, que comandará a equipe na competição. O atleta interessado em participar deverá comparecer com antecedência ao campo do Figueirense, na avenida Ouro Preto, no bairro Bom Pastor, em São João del Rei, munido de documento oficial com foto e material esportivo. A taxa para participar será de R$ 10. Para mais detalhes: [email protected]

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave