MPF pede detalhes dos contratos de palestra do ex-presidente Lula

Um dos pedidos que devem ser feitos pela Procuradoria da República são uma lista de todos os negócios entre a construtora e o ex-presidente

iG Minas Gerais | da redação |

Lula reclama de vazamentos seletivos na Operação Lava Jato
Lula reclama de vazamentos seletivos na Operação Lava Jato
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve ser investigado pelo Ministério Público Federal após o mesmo determinar uma série de medidas para determinar se Lula praticou tráfico internacional de influência visando beneficiar a empreiteira Odebrecht, uma das empresas que estão sendo investigadas pela Operação Lava-Jato. O Instituto Lula deverá fornecer a agenda de compromissos do ex-presidente, de forma detalhada com informações sobre os valores das palestras, deslocamentos e se os eventos ocorreram, após deixar suas funções no governo, entre 2011 e 2014.   Um dos pedidos que devem ser feitos pela Procuradoria da República são uma lista de todos os negócios entre a construtora e o ex-presidente, mesmo que esses acordos tenham sido celebrados por meio de outras empresas. A Odebrecht deve informar a forma de pagamento, os valores, os custos com transporte e hospedagem, despesas extras e objetivos e política da empresa. A procuradora Mirella de Carvalho Aguiar, ainda pede que os contratos da empreiteira com governos estrangeiros e quais tiveram apoio financeiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) sejam apresentados.   Também será cobrado do Itamaraty o fornecimento de todos os telegramas que tratem de Lula, do BNDES, da Odebrecht e de países como Cuba, Venezuela, Angola, Panamá e República Dominicana.   A empresa afirmou que a relação com o ex-presidente é 'institucional' e 'respeitosa'. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave