Ano de 2014 registra menos guerras, mas mais vítimas

Guerra na Síria, e seus 70.000 mortos em 2014, foram a principal causa deste aumento; segundo país é o Iraque com 18.000 mortos provocados pelo avanço do EI

iG Minas Gerais | AFP |

Estados Unidos têm realizado ataques contra um dos rivais da Frente al-Nusra, o Estado Islâmico, no Iraque desde julho e na Síria desde setembro
ZEIN AL-RIFAI / AMC / AFP
Estados Unidos têm realizado ataques contra um dos rivais da Frente al-Nusra, o Estado Islâmico, no Iraque desde julho e na Síria desde setembro

Em 2014 ocorreram menos conflitos no mundo, mas foram registradas mais mortes, com Síria, Iraque e México na liderança, segundo um documento do Instituto Internacional de Estudos Estratégicos (IISS) de Londres, divulgado nesta quarta-feira (20).

Em 2014 ocorreram no mundo 42 conflitos armados (guerras civis, insurreições, etc...), 21 a menos que em 2008, segundo o primeiro relatório sobre guerras do IISS, uma organização conhecida por seu balanço anual de forças militares no mundo.

Se em 2008 os conflitos deixaram 56.000 vítimas, em 2014 morreram mais de 180.000 pessoas.

A guerra na Síria, e seus 70.000 mortos em 2014, foram a principal causa deste aumento.

O avanço do grupo Estado Islâmico deixou 18.000 mortos no Iraque, o segundo país em mortes em um conflito, à frente do México, com 15.000 (3.000 a menos que em 2013).

No caso do país latino-americano, "as sucessivas ondas de violência sugeriram que o país segue enfrentando ameaças complicadas contra sua segurança", afirma o documento.  

Leia tudo sobre: guerrasvítimassíriaestado islâmicoiraque