Justiça devolve carros a Eike Batista

O Porsche branco é o mesmo em que o juiz federal Flávio Roberto de Souza foi flagrado dirigindo logo após a apreensão

iG Minas Gerais | Folhapress |

Ex-juiz do caso Eike devolve R$ 599 mil desviado de apreensão judicial
Ex-juiz do caso Eike devolve R$ 599 mil desviado de apreensão judicial

O empresário Eike Batista voltou a contar com os seus carros apreendidos pela Justiça em fevereiro deste ano. Nesta segunda (18), o Lamborghini e o Porsche do empresário chegaram à sua casa, no Jardim Botânico, zona sul do Rio.

O Porsche branco é o mesmo em que o juiz federal Flávio Roberto de Souza foi flagrado dirigindo logo após a apreensão. O veículo é avaliado em R$ 300 mil.

A decisão de conceder ao empresário a guarda dos bens foi do juiz federal Vítor Valpuesta após ele assumir o cargo em março. Na ocasião, um levantamento da Corregedoria do TRF (Tribunal Regional Federal), da 2ª Região (Rio e Espírito Santo) comprovou atos irregulares praticados pelo juiz Flávio Roberto de Souza. Entre eles, guardar os carros do empresário em sua garagem e levar o piano de Eike para apartamento de vizinho.

O juiz Flávio Roberto de Souza responde a cinco processos que analisam a sua atuação como titular da 3ª Vara Federal Criminal. O magistrado está afastado do cargo.

Eike fez questão de chegar à sua casa dirigindo o Porsche. A Lamborghini chegou em um reboque e foi colocada na garagem pelo empresário. O Lamborghini é avaliado em R$ 2 milhões. Em fevereiro, a Justiça já havia devolvido o piano do empresário e o Range Rover que pertence a Thor Batista, filho mais velho de Eike. Outros três carros ainda estão com a Justiça. Três deles são Toyotas Hilux com data de fabricação entre 2005 e 2006.

Eike Batista responde por crimes contra o mercado de capitais.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave