Em alto astral, Dátolo completa 31 anos de vida

Maestro do Galo na Copa do Brasil de 2014, argentino recebeu apoio da torcida na semana passada, balançou as redes do Flu no domingo e promete evolução

iG Minas Gerais | DIEGO COSTA E THIAGO PRATA |

Parceiro de Luan, Dátolo quer seguir dando alegria aos torcedores
NIDIN SANCHES / O TEMPO
Parceiro de Luan, Dátolo quer seguir dando alegria aos torcedores

A vida não é feita só de bons momentos. Mas são exatamente as alegrias e as conquistas que mais ficam na lembrança. E é a partir das recordações dos títulos, gols e assistências em sua trajetória no Atlético e o apoio recebido pela Massa na semana passada que o meia Dátolo completa 31 anos nesta terça-feira.

O tento anotado sobre o Fluminense, mais do que um presente adiantado, serviu como redenção, depois de dois jogos ruins feitos diante do Internacional, pelas oitavas de final da Libertadores, e o gás necessário para dar a volta por cima e reeditar os dias de glória. Um período positivo que fizeram parte do cotidiano do atleta no Brasileiro e, sobretudo, na Copa do Brasil de 2014.

“O gol foi uma resposta para mim. A primeira pessoa que tem de acreditar em mim sou eu. O torcedor espera muitas coisas. Sou um cara forte, que luta muito. É uma resposta boa, primeiramente. Tenho de demonstrar a todos que posso fazer grandes jogos e que meu empenho será máximo. Estou feliz pelo gol e pela vitória, e preciso continuar nesse ritmo”, destacou o armador.

O argentino computa 79 partidas e 11 gols pelo Galo, tendo sido peça fundamental para o clube abocanhar o troféu de campeão da Copa do Brasil do ano passado. Neste ano, no entanto, sofreu com a eliminação na Libertadores, por conta de duas péssimas exibições. Apesar de parte da torcida questionar sua titularidade, a maioria prefere apoiar o meia.

“Estou bem. Com a ajuda do torcedor, da minha família e de outras pessoas que me apoiam, foi bom ter convertido o gol e ter ganho o jogo (contra o Fluminense). O verdadeiro torcedor tem memória. E eu, comprometimento com o Atlético. Então, a torcida sabe que vou sempre dar meu máximo”, ressaltou Dátolo.

Ele espera que, daqui para frente, cada partida realizada seja um passo essencial na busca pelo bicampeonato brasileiro que o clube tanto anseia.

“Temos que ser conscientes, porque ainda falta muito. Sempre é bom ganhar deste jeito (de goleada), mas temos de ter a humildade de pensar em evoluir. Ainda há muito pela frente. Acreditamos que se jogarmos desse jeito podemos ganhar”, disse.

Leia tudo sobre: AtléticoGaloDátolo