Homem suspeito de assassinar ex-companheira, é preso em Betim

Vítima foi morta a facadas e na frente dos filhos dentro de casa no último dia 11

iG Minas Gerais | Talita Marinho |

Homem matou a esposa a facadas, na frente dos filhos de 13 e 15 anos
João Lêus
Homem matou a esposa a facadas, na frente dos filhos de 13 e 15 anos

O homem suspeito de matar a esposa a facadas no último dia 11, no bairro Novo Horizonte, em Betim, na região metropolitana de BH, foi preso na manhã desta terça-feira (19), no momento em que ia se apresentar, na companhia de um advogado, na Delegacia de Homicídio da Polícia Civil de Betim.

De acordo com a delgada responsável pela delegacia de Mulheres, Mixael de Oliveira, de 36 anos, teria confessado que matou a ex-companheira, Shirlei Maria da Silva, 31, por causa de ciúmes, mas afirmou que o crime não foi premeditado. "Ele disse que foi em um momento de raiva, mas disse que não havia planejado o assassinato", contou.

Ainda de acordo com a delegada, um mandato de prisão havia sido expedito na última segunda-feira (19). "Nós já estávamos com o pedido para que o juiz pudesse conceder o mandato por causa dos diversos pedidos de medida protetiva que a vítima havia solicitado. A partir de um contato feito pela Delegacia de Homicídios de Betim, nós descobrimos que o suspeito iria se apresentar na manhã de hoje (terça-feira), para falar a respeito do crime", contou.

Oliveira foi preso dentro da própria Delegacia. Ele será ouvido ainda na tarde de hoje para prestar esclarecimentos as autoridades. Apesar de o suspeito já ter sido preso, o inquérito sobre o assassinato ainda não foi concluído. "O inquérito do homicido contendo todos os laudos técnicos e devidamente finalizado será encaminhado para a justiça", disse o delegado da Delegacia de Homicídios, Alvaro Huertas

Relembre o caso

Shirlei Maria da Silva, 31, foi assassinada no último dia 11, dentro da sua casa localizada na rua do Rosário, no bairro Novo Horizonte, em Betim. A vítima foi morta a facadas e na frente dos filhos de 13 e 15 anos, que contaram à policia que o autor do homicídio seria o próprio pai deles e ex-companheiro de Mixael de Oliveira, de 36 anos.

Ainda segundo o filho da vítima, Oliveira teria fugido em uma moto, que foi encontrada pela Polícia Militar dois dias depois do crime em um bairro próximo a residencia onde tudo aconteceu. No entanto, desde o dia do assassinato, Oliveira estava foragido.

O casal estava separado há cinco meses, mas de acordo com familiares e amigos da vítima, o homem não aceitava o fim do relacionamento.