Caldense tenta manter base vice-campeã, mas encontra dificuldades

Dos jogadores que se destacaram na campanha do estadual, cinco já deixaram a Veterana

iG Minas Gerais | ANTÔNIO ANDERSON |

Com a estreia na Série D do Campeonato Brasileiro confirmada para o dia 12 de julho, em Poços de Caldas, contra o Rio Branco (ES), a diretoria da Caldense trabalha para tentar contar com uma base do elenco vice-campeão mineiro.

Após o estadual, deixaram a Veterana os atacantes Luiz Eduardo e Cristiano, que se transferiram, respectivamente, para o Luverdense-MT e América, o zagueiro Marcelinho e o meia Nadson, contratados pelo Sampaio Corrêa, e o volante Serginho, que acertou com do Guarani de Campinas.

O primeiro a sair da Caldense depois da decisão contra o Atlético foi o técnico Léo Condé, que se transferiu para o Sampaio Corrêa. O treinador também levou para o clube maranhense os auxiliares Henrique e Renatinho e o preparador de goleiros Celinho.

Destaques da equipe no Campeonato Mineiro o volante Thiago Azulão e o meia Yuri tiveram seus contratos renovados e devem defender a Veterana na Série D. Quem ainda não definiu seu futuro, mesmo já tendo uma proposta da Caldense, foi o goleiro Rodrigo.

A Caldense está no grupo A5 da Série D do Campeonato Brasileiro. Além do Rio Branco-ES, a Veterana também vai ter como adversários na primeira fase da competição as equipes do Aparecidense-GO, Operário-MT e Comercial-MS.

Leia tudo sobre: caldenseelencovice-campeãjogadoressérie d