Mancini afirma que não é o momento de fazer tempestade em copo d'água

Apesar da sequência de três jogos sem vitória do América, meia demonstra confiança de que o time pode sair desta situação incômoda

iG Minas Gerais | ANTÔNIO ANDERSON |

Mancini pede que time saiba separar a questão judicial com o duelo dentro de campo
AMÉRICA/DIVULGAÇÃO
Mancini pede que time saiba separar a questão judicial com o duelo dentro de campo

O empate em 1 a 1 com o Ceará no jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil  a derrota para o Luverdense e o empate com o Bahia na Série B do Campeonato Brasileiro acenderam o sinal de alerta no América, mas, apesar do momento delicado, o meia Mancini afirma que não é hora de fazer uma tempestade em copo d´água.

“Todos no clube, desde a comissão técnica até os jogadores, sabem que estamos devendo e precisamos melhorar. A situação preocupa, mas fomos nós que deixamos chegar a esse ponto e agora vamos fazer de tudo para sair”, afirmou Mancini. Para o meia, o time precisa ter um pouco mais de tranquilidade nos jogos para marcar o gol.

“Se for na base do desespero, as coisas tendem a piorar. O tempo entre as partidas é curto e o nosso calendário é vergonhoso. O momento é de conversa e de sacrifício para que possamos voltar a vencer e conseguir uma sequência positiva”, destacou o Macini, que deverá retornar ao time do América na partida desta quarta-feira, quando o alviverde enfrenta Ceará decidindo uma vaga na terceira fase da Copa do Brasil.

“Uma vitória sobre o Ceará, além de garantir a nossa classificação para a terceira fase da Copa do Brasil, pode nos encher de moral para a Série B. Pelo que vi até agora, no Campeonato Brasileiro não tem nenhum time superior e as equipes estão muito parelhas”, ressaltou Mancini. 

Leia tudo sobre: mancinimeiaaméricacopa do brasilcopo d´águasérie bcearádecisão