Policiais que provocaram distúrbios em 2005 são absolvidos na França

A justiça absolveu nesta segunda-feira (18) dois policiais julgados por não prestar ajuda a dois jovens em um subúrbio de Paris, cuja morte desencadeou revoltas em todo o país

iG Minas Gerais | AFP |

A justiça francesa absolveu nesta segunda-feira (18) dois policiais julgados por não prestar ajuda a dois jovens em um subúrbio de Paris, cuja morte desencadeou distúrbios urbanos em todo o país há 10 anos.

O incidente ocorreu na noite de 27 de outubro de 2005, em Clichy-sous-Bois, um subúrbio ao norte de Paris, onde a polícia realizava uma operação.

Ao ver os policiais, três adolescentes fugiram e se esconderam nas instalações de um transformador elétrico. Dois deles, Zyed Benna, de 17 anos, e Bouna Traore, de 15 anos, foram eletrocutados.

O policial Sébastien Gaillemin viu duas "silhuetas" se aproximando do local onde o transformador estava localizado.

Se entraram, não gostaria de estar na pela deles", disse no rádio da polícia a uma colega, Stephanie Klein, também acusada de negar ajuda por não ter reagido a esta informação.

A morte por eletrocução dos dois jovens provocou três semanas de tumultos nos subúrbios em toda a França, de tal intensidade que o governo declarou estado de emergência.

Após o anúncio da decisão do tribunal correcional de Rennes (oeste), alguns amigos e familiares das vítimas expressaram sua raiva.

"É escandaloso!", considerou o advogado das famílias, Jean-Pierre Mignard.

O processo aconteceu de 16 a 20 de março, em uma atmosfera serena. O promotor havia pedido a absolvição dos dois policiais, que poderiam ser condenados a cinco anos de prisão.

Leia tudo sobre: subúrbioparispolíciaadolescentes