Cinco fatores-chave para o título do Barcelona

Grande fase dos jogadores Messi, Neymar e Suárez, defesa consistente, além da regularidade foram essenciais para a conquista do Campeonato Espanhol

iG Minas Gerais | AFP |

Time de Luis Enrique chegou ao seu 23º título nacional nesse domingo, após derrotar o Atlético de Madrid por 1 a 0, no Vicente Calderón
Reprodução/ Facebook
Time de Luis Enrique chegou ao seu 23º título nacional nesse domingo, após derrotar o Atlético de Madrid por 1 a 0, no Vicente Calderón

O Barcelona conquistou seu 23º título de Campeonato Espanhol neste domingo, e cinco fatores-chave podem ser destacados na campanha do clube catalão:

- Os gols de Messi, Suárez e Neymar

A decisão de trazer o uruguaio Luis Suárez deu um grande impulso a um ataque que já contava com o argentino Lionel Messi e o brasileiro Neymar. Juntos, marcaram 115 gols nesta temporada, em todas as competições, superando o recorde de outro trio do Barça, formado por Messi, o francês Thierry Henry e o camaronês Samuel Eto'o (99 gols), em 2008-09. Só no Campeonato Espanhol, o trio 'MSN' anotou 108 gols.

- 23 jogos sem sofrer gols

O Barcelona não sofreu nenhum gol em 23 dos 37 jogos que disputou na Liga, sofrendo no total 19 gols, graças às boas atuações da defesa e do goleiro chileno Claudio Bravo.

- Xavi e Iniesta menos influentes

Os dois melhores meias da história do Barcelona, que formaram uma dupla triunfal na época de Pep Guardiola, com 14 títulos em quatro anos, entre 2008 e 2012, Andrés Iniesta e Xavi Hernández, perderam influência na equipe, muito devido a queda de rendimento do segundo. Os dois pilares do Barça dos anos 2000 jogaram juntos apenas quatro jogos como titulares.

- Cinco ou mais gols em onze jogos

O Barcelona marcou cinco ou mais gols em 11 das 37 partidas.

O Córdoba foi a vítima da maior goleada (8-0), enquanto Granada, Elche, Rayo Vallecano e Getafe sofreram seis gols.

- Messi omnipresente

Ao contrário da maioria dos companheiros, Messi nunca saiu do time. O argentino jogou todas as partidas da Liga Espanhola, com exceção da partida contra o Real Sociedad em Janeiro (1-0), quando ficou no banco nos primeiros 45 minutos.

Segundo a imprensa espanhola, essa ausência terio sido resultado de um desentendimento entre o astro argentino e o técnico Luis Enrique, o que acabou provocando uma verdadeira crise no clube. Na época, chegou-se até a especular que Messi estaria de saída do time catalão...

Leia tudo sobre: barcelonaluis enriquemessineymarsuarezcampeao espanhol