Festa de Filipinho tem tumulto e invasão de área reservada

Tenda montada por foi invadida por várias pessoas; membros da imprensa tiveram dificuldades de chegar ao local das entrevistas

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Fotógrafos tiveram dificuldades para conseguir o melhor ângulo do campeão da etapa carioca
Reprodução/Facebook
Fotógrafos tiveram dificuldades para conseguir o melhor ângulo do campeão da etapa carioca
A festa do título do paulista Filipe Toledo, que conquistou neste domingo (17) a etapa do Rio do Mundial de surfe, teve tumulto e até invasão da área reservada para imprensa e funcionários da WSL (Liga Mundial de Surfe).   Logo após Filipinho sair do mar, centenas de pessoas tentaram entrar com ele na tenda montada na areia da praia da Barra da Tijuca. Algumas conseguiram e foram até para lugares reservados apenas para os surfistas.   A segurança teve trabalho para contê-los e tentavam, aos poucos, controlar a situação.   Vários membros da imprensa também se empurravam para tentar pegar o melhor ângulo para uma foto de Filipinho. Alguns repórteres foram proibidos de entrar em lugares que estavam permitidos por causa do tumulto, gerando ainda mais confusão.   Com a situação mais tranquila, a WSL finalmente pôde chamar os surfistas para falar no palco central do evento.   A praia da Barra da Tijuca recebeu um grande público neste domingo.

Leia tudo sobre: SurfeFilipe ToledoconfusãosurfefestaRio de Janeiropoluição