'Gosto do estilo do Marcos Rocha e tento ser igual'

O resultado foi tão positivo que o garoto acabou chamado para o Bahia, onde ficou menos de um ano e disputou a Copa Sub-15, em 2013.

iG Minas Gerais | Débora Ferreira |

Cientes de que a peneira que leva ao deslumbrante mundo do futebol profissional é rigorosa, os jogadores buscam diversos meios para atingir seus sonhos. E, para isso, vale quase tudo, até mudar de posição. Depois de uma curta carreira atuando como centroavante, o jovem João Pedro, de 16 anos, resolveu ouvir os conselhos do pai e investiu em uma função de que o Brasil carece: a lateral-direita. “Depois que eu fiquei sabendo que aqui (na AMDH) tinha a minha categoria, meu pai me falou: ‘Joga de lateral, que acho que vai dar certo’. Eu tentei, e deu certo mesmo”, revela o adolescente, que, apesar de ser cruzeirense, se espelha no lateral atleticano Marcos Rocha. O resultado foi tão positivo que o garoto acabou chamado para o Bahia, onde ficou menos de um ano e disputou a Copa Sub-15, em 2013. Só voltou porque novamente resolveu ouvir a família, que muito o apoia. “Nas férias que eles nos deram, eu tive uma conversa familiar, e optamos por ficar aqui mesmo, para ver se acontece outra oportunidade neste ano em algum outro time”, contou ele.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave