Brilho próprio

No ar em “I Love Paraisópolis”, Bruna Marquezine destaca o bom momento na carreira profissional

iG Minas Gerais | caroline borges |

Destaque. Bruna Marquezine afirma que ainda tem muito o que aprender, apesar da grande repercussão que já alcançou
Jorge Rodrigues Jorge/CZN
Destaque. Bruna Marquezine afirma que ainda tem muito o que aprender, apesar da grande repercussão que já alcançou

Bruna Marquezine tem plena consciência da trajetória ascendente que construiu dentro da Globo. Aos 19 anos, a intérprete da protagonista Marizete, de “I Love Paraisópolis”, contabiliza sua décima novela na emissora. Pela primeira vez no posto principal de um folhetim, a atriz, que estreou na TV aos 7 anos, no infantil “Gente Inocente”, começou a viver papéis mais condizentes com sua idade e com maior carga dramatúrgica ao longo dos últimos anos, como sensual Lurdinha, de “Salve Jorge”, e a mimada Luiza, de “Em Família”. “Tenho muito orgulho de tudo que conquistei até hoje. Sei que estou em um momento único da minha carreira. Mas ainda quero alcançar muito mais”, projeta ela, que encara com tranquilidade o papel de mocinha do atual horário das sete. “Tento não me preocupar com isso. Críticas sempre vão vir e serão bem-vindas. Mas sei que não posso agradar a todo mundo”, completa.

Na trama de Alcides Nogueira e Mário Teixeira, Bruna vive uma jovem humilde e batalhadora. Nascida e criada em Paraisópolis, comunidade paulistana, a personagem conhece o renomado arquiteto Benjamin, papel de Maurício Destri. No entanto, Marizete também é alvo de desejo do ex-namorado Grego, de Caio Castro, que nutre um amor doentio por ela. “É uma menina com informações de um universo muito diferente do meu. Não teve uma infância fácil e sempre trabalhou muito. Benjamin é uma paixão avassaladora na vida dela”, explica.

Nascida em Duque de Caxias, município da baixada fluminense do Rio de Janeiro, Bruna frequentou diversas aulas de prosódia para neutralizar o forte sotaque carioca. Durante as sessões, procurou diminuir alguns cacoetes de sua forma de falar. “Não faço aquele ‘s’ puxado de carioca. A ideia era só dar uma suavizada mesmo. Como temos muitos atores de São Paulo no elenco, o sotaque carioca acabaria sobressaindo muito no vídeo”, ressalta. Além disso, a atriz se baseou essencialmente no texto na hora de compor as características e referências de Marizete. Para isso, Bruna participou durante três meses de leituras e workshops com parte de seu núcleo na novela. “Ficamos trancados em uma sala quase o dia inteiro e a semana toda. A ideia era compreender bem o personagem e o universo em que estava inserido. Não tinha referências de como era uma menina de uma comunidade de São Paulo. É algo bem específico”, lembra.

Os holofotes estão presentes na vida de Bruna desde muito cedo. Aos 8 anos, a atriz ganhou repercussão nacional ao interpretar a chorosa Salete, de “Mulheres Apaixonadas”, em 2003. De lá para cá, viu seu nome se fortalecer e ganhar cada vez mais espaço nas produções da emissora, como “Aquele Beijo”, “Salve Jorge” e “Em Família”. Apesar da extensa relação com a imprensa, ela confessa que ainda não aprendeu a lidar com o assédio em torno de sua vida. “Seria muito pretensioso da minha parte falar que já sei administrar isso. Mas estou me acostumando”, explica a atriz, que aprendeu a conviver com as críticas sobre seu trabalho. “Durante ‘Em Família’, passei por um momento conturbado. A novela foi um grande momento profissional, mas realmente passamos por alguns percalços durante o processo. Mas foi algo necessário. É bom para amadurecer”, completa.

Perfil Nome completo:

Bruna Reis Maia

Data de nascimento:

4 de agosto de 1995

Local de nascimento:

Duque de Caxias (RJ)

Signo: Leão

Último papéis na TV:

Luíza de “Em Família” (2014), Lurdinha de “Salve Jorge” (2012), Belezinha de “Aquele Beijo” (2011), Maria Tereza de “Araguaia” (2010), Flor de “Negócio da China” (2008)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave