Atlético lamenta jogo longe de BH, mas ressalta obrigação de vencer

Clube irá cumprir perda de mando de campo e vai jogar em Brasília, contra o Fluminense

iG Minas Gerais | DIEGO COSTA |

Alvinegros terão que jogar longe de Belo Horizonte por conta de punição aplicada na última temporada
BRUNO CANTINI/ATLÉTICO
Alvinegros terão que jogar longe de Belo Horizonte por conta de punição aplicada na última temporada

O primeiro jogo do Atlético como mandante no Campeonato Brasileiro não será junto à sua apaixonada torcida. Contra o Fluminense, pela segunda rodada, a equipe irá jogar no estádio Mané Garrincha, em Brasília. O clube cumpre punição por causa dos incidentes do clássico do Nacional do ano passado, diante do Cruzeiro, no Mineirão.

Para o zagueiro Leonardo Silva, o fato de o jogo ser fora da capital mineira não diminui a responsabilidade de um triunfo contra o Tricolor carioca.

"A gente joga longe de Belo Horizonte, mas no regulamento é em casa. A gente tem que pensar assim, para fazer os três pontos", afirmou o zagueiro Leonardo Silva.

O técnico Levir Culpi tem o mesmo pensamento e acredita em uma boa partida do Atlético no estádio da capital federal.

"O campo é tranquilo, o estádio é sem problemas. Só que é em Brasília. Será diferente para o Fluminense também. Lamento jogar lá e pelo que aconteceu. Foi problema com a torcida. É um campo neutro, mas estamos preparados para tudo", destacou.

Na estreia, a equipe empatou contra o Palmeiras, no Allianz Parque, por 2 a 2. Após a eliminação na Libertadores, o foco total passa a ser o Brasileirão. E o capitão do Galo prega respeito aos cariocas, que contam com um grupo diferente, menos badalado do que em edições anteriores.

"Continua sendo uma grande equipe, mesmo com a troca de treinador, com uma base mais jovem. Continua sendo o Fluminense, os que estão lá vão procurar mostrar trabalho. É uma grande equipe. A gente precisa ter cuidado e não ser surpreendidos", acrescentou.