Atacante do River ainda sofre efeitos do gás e perde treino de sábado

Jovem Driussi foi um dos atingidos pela bomba, e passou a manhã no hospital para novos exames

iG Minas Gerais | Da redação |

Jogadores do River Plate foram atingidos com spray de pimenta na partida contra o Boca
AFP
Jogadores do River Plate foram atingidos com spray de pimenta na partida contra o Boca

Em meio a indecisão da Conmebol sobre os problemas do clássico argentino na Libertadores, o River Plate até hoje sofre com os efeitos do gás lançado contra seus jogadores, na quarta-feira, na partida de volta das oitavas na competição, em La Bombonera. Neste sábado, um dos atletas não pôde ir treinar e teve que ir ao hospital.

O jovem Driussi, que também faz parte da seleção argentina sub-20, reclamou de dores de cabeça e foi internado no Hospital Los Arcos. Segundo o diário “Ole”, o atacante sofre de dores crônicas e já havia sido hospitalizado na sexta. O atleta foi medicado com analgésicos, que não surtiram o efeito esperado.

Pelas redes sociais, o River Plate confirmou a ausência do atleta nos treinamentos em Ezeiza devido a uma encefalite. Driussi ainda teve que passar por novos exames de sangue e tomografia.

Leia tudo sobre: futebollibertadoresboca x riverdriussiconmebolgás de pimentala bombonera