Empreiteiro diz que doação a filho de Renan era propina

Empresário Ricardo Pessoa, dono da UTC e Constran, disse que as doações que fez à campanha do governador de Alagoas, Renan Filho (PMDB), no ano passado, eram parte da propina paga para manter seus contratos na Petrobras

iG Minas Gerais | Folha de S. Paulo |

O empresário Ricardo Pessoa, dono das empreiteiras UTC e Constran, disse aos procuradores da Operação Lava Jato que as doações que fez à campanha do governador de Alagoas, Renan Filho (PMDB), no ano passado eram parte da propina paga para manter seus contratos na Petrobras.

Filho do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o governador recebeu R$ 1 milhão da UTC. A empreiteira repassou o dinheiro para o diretório estadual do PMDB em duas parcelas, em agosto e setembro.

Apontado como líder do cartel de empresas associado ao esquema de corrupção descoberto na Petrobras, Pessoa fechou na quarta-feira (13) acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República, comprometendo-se a contar o que sabe para obter pena menor.

O empreiteiro apresentou uma delação com cerca de 30 episódios, que promete detalhar em seus depoimentos nos próximos dias, e entregou também vários documentos que, segundo ele, poderão ser úteis às investigações.

A Procuradoria-Geral da República conduz investigações sobre 48 políticos suspeitos de envolvimento com a corrupção na Petrobras, entre eles o próprio Renan.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave