Manifesto

iG Minas Gerais | Paulo Bressane |

Aniversário - Na festa de 30 anos de seu “Jornal MG Turismo”, o diretor-geral, jornalista e mestre em administração, Antônio Claret Guerra, com sua mulher e colaboradora Suely Calais Guerra
barbara dutra
Aniversário - Na festa de 30 anos de seu “Jornal MG Turismo”, o diretor-geral, jornalista e mestre em administração, Antônio Claret Guerra, com sua mulher e colaboradora Suely Calais Guerra

Um grupo de intelectuais e políticos saiu em defesa da Petrobras, temendo sua venda e a exploração do pré-sal por empresas estrangeiras. Eis alguns trechos do manifesto: “Com efeito, há uma campanha para esvaziar a Petrobras, a única das grandes empresas de petróleo a ter reservas e produção continuamente aumentadas. Além disso, vem a proposta de entregar o pré-sal às empresas estrangeiras (...) Está à vista de todos a voracidade com que interesses geopolíticos dominantes buscam o controle do petróleo no mundo, inclusive através de intervenções militares. Entre nós, esses interesses parecem encontrar eco em uma certa mídia a eles subserviente e em parlamentares com eles alinhados. (...) Conclamamos as forças vivas da Nação a cerrarem fileiras, em uma ampla aliança nacional, acima de interesses partidários ou ideológicos, em torno da democracia e da Petrobras, o nosso principal símbolo de soberania”.

O tema privatização no Brasil sempre envolveu apelo emocional, atrelado a exagerados dogmas nacionalistas. No caso da Petrobras, por exemplo, cuja expressão “o petróleo é nosso” está encarnada na alma da povo, o tema insufla o peito da esquerda sempre pronta a dizer sandices, como no caso deste manifesto, assinado com nomes da envergadura do ex-ministro de Lula, o comunista guerrilheiro Franklin Martins, que quer calar a imprensa, Marilena Chauí, a filósofa idiota que declarou odiar a classe média, e João Pedro Stédile, o marginal comandante do exército do MST que Lula quer por nas ruas. Até quando o cidadão brasileiro continuará aceitando a escravidão imposta pelo Estado? Quando ele despertará para o fato de que o tal “Estado provedor” é o mesmo que nos esfola com impostos escorchantes para dar sustento a seus caprichos e sua incompetência desmedida?

Os que realmente se importam com o bem-estar social deveriam tentar entender a realidade e “cerrar fileiras”, isso sim, contra essa turma de dementes intelectuais e políticos travestidos de progressistas, que se empavonam ao falar bobagens para sua plateia de ingênuos. Menos governo e mais incentivos ao mercado privado é o caminho mais curto para a prosperidade. Leiam, reflitam e aprendam com o ex-senador e ministro do planejamento, Roberto Campos: “Economicamente, a privatização leva a ganhos de eficiência, pois o talento mais escasso nos governos é o talento gerencial. A privatização realizaria, por meio do capitalismo, o sonho que o socialismo nunca efetivou: a propriedade pública dos meios de produção, uma vez que no modelo atual, as empresas públicas não são da sociedade, mas, sim, dos políticos e apaziguados que as dirigem...” PT, saudações.   ENTRE A GENTE 

Inovação e tecnologia de ponta são palavras de ordem na CH&TCR. Exatamente por isso, a busca de novos conhecimentos e a troca de experiência e know how com outros mercados são premissa constante dos executivos da empresa.

Enquanto Anderson Coutinho passou duas semanas na Espanha visitando empresas de tecnologia de ponta, Renato Nunes esteve em São Paulo participando da InfraPortos South America, única feira na América do Sul focada em tecnologia e equipamentos para portos e terminais marítimos.   A Unimed Aeromédica inaugurou seu novo hangar no aeroporto da Pampulha. O espaço agrega valor ao negócio e a todas as Unimeds parceiras, já que permite ampliar a operação e a percepção de qualidade na prestação de serviço. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave