Barrigudo sexy

iG Minas Gerais | Natália D'Ornellas |

undefined
ANA SLIKA/divulgação
undefined

Um equilíbrio entre a barriguinha de cerveja e um corpo sarado. Essa é mais ou menos a definição para o tipo “dad bod”, que ganhou a mídia internacional nos últimos dias.  De acordo com o “Business Insider”, o “dad bod”, ou “corpo de papai”, poderia ser definido como aquele do rapaz que deixou a preguiça vencer e “matronou”, em bom português. O termo teria sido cunhado por uma estudante de 19 anos da Clemson University, em março deste ano, e rapidamente se espalhou pela web. Entre os representantes da categoria estão Jon Hamm, de “Mad Men”, e ninguém menos que Leonardo DiCaprio, que vive passeando sem camisa nos balneários mais famosos do mundo. É claro que a turma do contra já se levantou. Em artigo publicado na “Time”, o escritor Brian Moylan argumenta que a tendência é apenas um reflexo do machismo na web. Segundo ele, a questão não é o que os barrigudinhos pregam sobre o corpo masculino, e sim o que a tendência revela sobre o tratamento que as mulheres recebem na sociedade contemporânea.

E agora, rapazes, com ou sem barriga?

Jimmy, o cão do Insta

On e off line - O bull terrier Jimmy Choo já tem horas de fama, e isso não é novo. É a estrela do perfil do “pai”, o designer mineiro Rafael Mantesso, no Instagram, e, em outubro, vai virar livro. A novidade é que eles caíram nas graças de Sandra Choi, designer da grife de acessórios de mesmo nome. Sandra convidou o cão e seu dono para estampar uma linha especial da Jimmy Choo que começou a ser vendida no dia 15, no e-commerce da marca. Jimmy (o cão) vive em Beagá, não participou da maratona de lançamentos e nem faz questão de usar os mimos. Prefere ficar “pelado”. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave