Bala perdida de perseguição policial atinge mulher de 50 anos

Vítima estava na porta do sacolão de sua propriedade quando foi atingida por um disparo; polícia perseguia carro roubado que capotou um pouco a frente

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

GERAL - BETIM - MG.
Local - Rua Simonésia
Bairro - Industrial São Luiz
Durante patrulhamento, militares do 18ºBPM avistaram um veículo e ao consultara a placa constataram que se tratava de veículo roubado. Suspeitos evadiram ao avistar a guarnição e fizeram disparos contra os militares. Suspeitos se envolveram em um acidentes e foram detidos. Perícia foi acionada, em andamento e sem maiores informações.
FOTO: JOAO LEUS / OTEMPO  -  15/5/2015
João Lêus
GERAL - BETIM - MG. Local - Rua Simonésia Bairro - Industrial São Luiz Durante patrulhamento, militares do 18ºBPM avistaram um veículo e ao consultara a placa constataram que se tratava de veículo roubado. Suspeitos evadiram ao avistar a guarnição e fizeram disparos contra os militares. Suspeitos se envolveram em um acidentes e foram detidos. Perícia foi acionada, em andamento e sem maiores informações. FOTO: JOAO LEUS / OTEMPO - 15/5/2015

Quando estava na porta de seu sacolão no bairro Industrial São Luiz, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, no fim da manhã desta sexta-feira (15), uma mulher de 50 anos acabou atingida por uma bala perdida. No momento em que foi atingida, uma viatura da polícia passava pelo local perseguindo um carro roubado. 

De acordo com as informações iniciais da Polícia Militar (PM), três homens roubaram um Fiat Siena na cidade e fugiam em direção à Betim, também na grande BH. Em determinado momento, o veículo roubado foi interceptado, quando teve início uma perseguição policial. 

O trio teria efetuado disparos contra a guarnição, que revidou iniciando então uma troca de tiros. No exato momento em que os veículos passavam pela rua Simonésia, onde fica o estabelecimento, Laurita Rosa Serafim saía na porta e acabou ferida. A reportagem de O TEMPO esteve no local e conversou com vários moradores que estão revoltados, afirmando que o disparo que atingiu a mulher foi feito pelos militares, apesar da corporação não confirmar essa informação. 

Pouco tempo depois, os suspeitos acabaram perdendo o controle e capotaram o carro, sendo detidos pela PM. As idades dos suspeitos ainda não foram divulgadas. Uma arma, de calibre ainda não precisado, teria sido apreendida com o trio. 

Mulher saiu para atender cliente

Uma amiga de Laurita, que preferiu não ser identificada, contou que ela estava trabalhando no interior do sacolão e que, no momento em que foi atingida, tinha saído na companhia das duas filhas para buscar uma mandioca para um dos clientes. "Ia entregar a mandioca quando passou a perseguição em frente e, de repente, o tiro acertou ela", contou

FOTO: JOAO LEUS Mulher buscava mandioca na porta do sacolão quando acabou baleada

Ainda conforme a conhecida, um outro veículo que passava pelo local percebeu a situação e imediatamente socorreu a vítima até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Petrolândia. "De lá transferiram para o Hospital Municipal de Contagem. Só depois que souberam do acidente e foram até no local e avisaram a polícia que alguém tinha sido baleada. Quando chegaram ela já não estava mais aqui", lembrou a amiga de Laurita.