Baralho ensina brincado sobre a hemofilia

IN-HEMOAÇÃO - Brincando e Aprendendo Sobre Hemofilia, Inibidores e Tratamentos é composto por dois jogos de baralho e um manual explicativo que descreve cada carta.

iG Minas Gerais | Da Redação |

Baralho ensina a lidar com a hemofilia
Divulgação
Baralho ensina a lidar com a hemofilia

 O baralho ganhou uma nova função.  Pode auxiliar crianças e adultos com hemofilia, através de um jogo que ensina de maneira simples e lúdica sobre temas complexos, como a coagulação, os inibidores e efeitos, atividades e tratamentos diversos, além da profilaxia - que previne os sangramentos, que se ocorrerem se não tratados imediatamente, podem causar sequelas graves. O jogo, chamado  IN-HEMOAÇÃO - Brincando e Aprendendo Sobre Hemofilia, Inibidores e Tratamentos, foi criado pela psicóloga Frederica Cassis. É composto por dois jogos de baralho e um manual explicativo que descreve cada carta. Os profissionais podem brincar com o jogo de memória e explicar conceitos usando algumas das cartas do baralho.

Assim desde cedo as crianças se familiarizam sobre o conceito do que é ter hemofilia, a importância da profilaxia e da imunotolerância bem como os demais aspectos primordiais para o sucesso do tratamento. “Toda a equipe multidisciplinar pode fazer uso das cartas, que têm uma sequência lógica. Inclusive, pais e os jovens pacientes também poderão aprender brincando em família”, afirma Frederica.

O jogo tem o apoio da Federação Brasileira de Hemofilia (FBH), entidade que auxilia pessoas com esse distúrbio genético,  que atualmente afeta 20 mil pessoas no Brasil. “O baralho auxilia diariamente enfermeiros, médicos ou psicólogos que lidam ou cuidam de pacientes com hemofilia, que explicam com imagens para crianças e também adultos o que acontece no corpo dos portadores de hemofilia ou situações de sangramento. explica a presidente da FBH, Tania Maria Onzi Pietrobelli.

"Quando a pessoa tem um autoconhecimento sobre o que ocorre com seu próprio organismo, tem maior aceitação do tratamento, principalmente o preventivo e domiciliar, que inibe as hemorragias por meio de infusões que são realizadas   de duas a três vezes por semana”,  diz ela. Para receber o IN-HEMOAÇÃO basta procurar um Hemocentro ou Centro de Tratamento de Hemofilia (CTH), vale a pena, pois educa divertindo.

Para receber o IN-HEMOAÇÃO basta procurar um Hemocentro ou Centro de Tratamento de Hemofilia (CTH), vale a pena, pois educa divertindo.

 

Leia tudo sobre: baralhohemofilia