Presidente do Boca pede desculpas e quer identificar vândalos

A Conmebol se reuniu em caráter de urgência para deliberar sobre os fatos e decidir as consequências

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Jogadores do River Plate foram atingidos com spray de pimenta na partida contra o Boca
RIVER/ DIVULGAÇÃO
Jogadores do River Plate foram atingidos com spray de pimenta na partida contra o Boca

Após os incidentes do clássico Boca Juniors x River Plate pelas oitavas de final da Copa Libertadores, o presidente xeneize, Daniel Angelici, lamentou os fatos ocorridos e pediu desculpas ao adversário.

O cartola aproveitou a entrevista para o jornal argentino La Nación para pedir a prisão dos responsáveis.

"É lamentável tudo o que ocorreu, é um papelão mundial. Quero identificar esses dez delinquentes", disse Angelici. "Pedi desculpas a (Rodolfo) D'Onofrio (presidente do River). Não posso acreditar", completou o presidente xeneize.

Nesta sexta-feira, o estádio La Bombonera foi fechado pelo Ministério Público de Buenos Aires para investigação no local.

A Conmebol se reuniu em caráter de urgência para deliberar sobre os fatos e decidir se o jogo, que foi suspenso no intervalo, irá continuar no próximo fim de semana, ou se o River Plate está classificado automaticamente para enfrentar o Cruzeiro.

Leia tudo sobre: bocariverclassicoconmebolpresidentedesculpas