Fora da Libertadores, São Paulo deixa de ganhar até R$ 22 milhões

Segundo vice de finanças do Tricolor, crise financeira do clube não será agravada pela eliminação

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Com a eliminação nas oitavas de final da Libertadores, na última quarta (13), o São Paulo deixará de ganhar até R$ 22 milhões em receitas de bilheteria e premiações no torneio.

A expectativa do clube era de, a partir das quartas de final da competição, pelo menos repetir nos jogos em casa a arrecadação da partida de ida das oitavas de final contra o Cruzeiro - quando o Morumbi recebeu 66.214 pagantes, com uma renda de R$ 3.672.805.

Projetando a mesma renda para os jogos das quartas de final, semifinais e final, o clube receberia no total cerca de R$ 11 milhões.

Além disso, de acordo com o regulamento da Libertadores, se o São Paulo conquistasse o torneio continental acumularia mais R$ 11 milhões em premiações, aproximadamente. Totalizando R$ 22 milhões.

Apesar de lamentar a queda no torneio continental e a consequente perda de receitas, o vice-presidente de administração e finanças do São Paulo, Osvaldo Vieira de Abreu, afirmou que a crise financeira do clube não será agravada pela eliminação.

"Esse dinheiro faz falta para qualquer clube. Mas no nosso orçamento de 2015, para ser bem conservador, colocamos uma previsão de que chegaríamos até as oitavas de final", disse.

Leia tudo sobre: libertadoressao paulomilhoespremiacao