Mais rigor com alunos faltosos

Desde 2004, o valor cobrado é de R$ 35. Agora, será de R$ 63, próximo ao valor do reajuste do período, se considerada a inflação oficial desde aquele ano (R$ 62,47)

iG Minas Gerais |

Brasília. O Ministério da Educação também anunciou ontem medidas para evitar os faltosos durante o Enem. Os inscritos isentos que não comparecerem ao exame e não apresentarem justificativa, não poderão solicitar isenção na edição do ano seguinte.

Com isso, a pasta espera evitar desperdício do dinheiro público, já que aproximadamente 65% dos faltosos são isentos da taxa de inscrição. Perguntado sobre a possibilidade de realização do Enem pelo computador para treino, o ministro Renato Janine afirmou que o Enem Digital continua nas metas do governo, mas que ele necessita de um investimento inicial.

“Este ano nós não temos recursos para colocar em prática esse projeto, mas podemos fazer no ano que vem”, disse. As incrições poderão ser feitas a partir de segunda-feira, 25 de maio. A prova, principal pré-requisito para ingresso nas instituições públicas do país, será realizada nos dias 24 e 25 de outubro. A inscrição no Enem 2015 será em site específico do exame e poderá ser feita até 5 de junho. O pagamento pode ser feito até 10 de junho.

Desde 2004, o valor cobrado é de R$ 35. Agora, será de R$ 63, próximo ao valor do reajuste do período, se considerada a inflação oficial desde aquele ano (R$ 62,47). No ano passado, do total de 8,7 milhões de inscritos, 26,48% foram pagantes.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave