Por ética, Oliveira rejeitou sondagens de outras equipes do Brasil

Comandante do Cruzeiro destacou que ainda planeja ficar no time azul "por muito tempo"

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

Marcelo Oliveira expressou seu alívio com passagem ao mata-mata da Libertadores
WASHINGTON ALVES/LIGHTPRESS
Marcelo Oliveira expressou seu alívio com passagem ao mata-mata da Libertadores

Marcelo Oliveira está em seu terceiro ano de Cruzeiro. Com contrato até o fim da temporada, o comandante recebe um salário mensal próximo a R$ 600 mil, mas a estabilidade conquistada após dois títulos brasileiros consecutivos vem sendo ameaçada pelos resultados e também pelo interesse de outras equipes do futebol nacional. O próprio comandante celeste confirmou as investidas, mas destacou que a ética falou mais alto.

"Eu acho que enquanto eu estiver feliz, a gente vai seguir aqui no Cruzeiro. Eu tive sondagens de outros clubes para sair, mas até por uma questão ética e de achar que está tudo muito bem resolvido aqui, nós pensamos que vamos ficar por aqui por muito tempo", destacou o treinador, sem revelar os times que buscaram sua contratação.

Marcelo Oliveira também comentou sobre sua longevidade à frente do Cruzeiro. Uma marca exaltada, mas condicionada, na visão do treinador, aos resultados. A cultura do futebol brasileiro não sofreu nenhuma mudança. Tanto que Marcelo, nas últimas semanas, encabeça especulações por conta de seu recente desempenho em competições mata-mata.

"Se este mesmo trabalho não gerasse resultados, eu talvez não estaria aqui. Mas estamos satisfeitos com tudo que vem acontecendo. É um trabalho conjunto que dá resultado", avaliou o treinador. 

Leia tudo sobre: eticamarcelo oliveirarejeitasondagensoutrosclubesbrasilcruzeirotecnico