América empata em casa com o Bahia na estreia na Série B

Coelho saiu atrás no placar, mas Mancini, na etapa final, evitou uma derrota do time mineiro na primeira rodada

iG Minas Gerais | THIAGO NOGUEIRA |

Em jogo de qualidade técnica digno de Série A, América e Bahia empataram, neste sábado, no Independência, por 1 a 1, na estreia das equipes na segunda divisão do Nacional. A caminhada americana na busca do acesso começou para lá de azarada. Logo aos 9 min de jogo, Zé Roberto cruzou e o zagueiro alviverde Wesley Matos, bisonhamente, chutou contra as próprias redes. Dez minutos depois, a furada de Felipe Amorim, sozinho, debaixo das traves, manteve o mau agouro.

A primeira metade do jogo ainda reservaria outros erros pouco aceitáveis, a começar pela furada de Thiago Santos, em oportunidade frontal de gol do América, seguida pela saída de bola malsucedida da defesa, que acabou com a bola na trave de Maxi Biancucci, além da trapalhada da zaga alviverde, que terminou com gol salvo quase sobre a linha. Menos mal.

Mas, mandingas à parte, o Coelho tinha pela frente um equilibrado time tricolor, campeão baiano e vice-campeão da Copa do Nordeste, além de uma torcida barulhenta no Horto. A equipe alviverde, por sua vez, passou angustiantes 34 dias sem jogar, por causa da eliminação precoce no Campeonato Mineiro. De reforço, ganhou o lateral-direito Walber e o meia Tony, que estrearam nesta tarde.

Para o segundo tempo, a postura mineira foi outra. Trocas de passes mais rápidos e enviadas de bola perigosas. Só que estava difícil encontrar o espaço frente à forte marcação baiana. O lateral Raul, enfrentando o ex-clube, estava atrevido. Depois da arrancada, o disparo triscou o travessão.

Depois de mais uma vacilada da defesa do América – passe errado na entrada da área –, finalmente, a zica passou. No contra-ataque rápido, o experiente Mancini deixou tudo igual. A partir daí, o jogo ganhou em emoção, na base do lá e cá. Qualquer um poderia fazer o segundo gol.

Os goleiros João Ricardo e Jean fizeram boas e providenciais defesas para garantir o placar. O técnico Givanildo Oliveira ainda promoveu as estreias dos atacantes Marcelo Toscano e Willie, o segundo, aliás, emplacou mais uma furada já nos acréscimos, na cara do gol, deixando o resultado como estava.  

Leia tudo sobre: americaestreiaempateserie bbahiabrasileiro