Sobretaxa na conta de água poderá ser descartada, diz secretário

Murilo Valadares, secretário de Transportes e Obras Públicas do Estado, disse que existe a possibilidade da medida não ser implementada

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Veja o volume do Sistema Paraopeba no primeiro dia de cada mês desde janeiro de 2013
COPASA TRANSPARENTE / REPRODUÇÃO
Veja o volume do Sistema Paraopeba no primeiro dia de cada mês desde janeiro de 2013

Diante de uma estabilização nos níveis dos reservatórios de água de Minas Gerais nos últimos 30 dias, o secretário de Transportes e Obras Públicas, Murilo Valadares, levantou a possibilidade da sobretaxa na cobrança da Copasa, que seria implantada para quem não economizasse no consumo, ser descartada. A força-tarefa montada pelo Estado para a crise hídrica já estuda a possibilidade e deverá decidir se a medida realmente será implantada no início de junho. 

"Existe essa possibilidade, mas ainda estamos avaliando. Temos vários profissionais acompanhando a situação e discutindo para ver se realmente será necessário. Até o início de junho isso será decidido", garantiu Valadares. Nesta sexta-feira (8), o portal Copasa Transparente atualizou os índices dos reservatórios mineiros, sendo que o sistema Paraopeba, que é formado pelos reservatórios Rio Manso, Serra Azul e Vargem das Flores, tem no momento 39% de sua capacidade. 

FOTO: COPASA TRANSPARENTE / REPRODUÇÃO sistema paraopeba Veja a situação do Sistema Paraopeba comparada com os dois últimos anos

Apesar do período chuvoso ter chegado ao fim, felizmente o mês de abril e o início de maio mantiveram um bom índice de precipitações, sendo que um mês o nível do sistema se vem se mantendo próximo dos 39%.

Na próxima semana, a Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário de Minas (Arsae-MG) inicia as consultas públicas com os modelos de cobrança da tarifa extra. A medida foi solicitada pela Copasa para conter o aumento do consumo em 16 municípios da região metropolitana, entre eles a capital mineira, Contagem e Betim.

A autorização para sobretaxar o consumidor da companhia será dada pela Arsae ainda neste mês, mas a aplicação ainda é alvo de estudo pela força-tarefa do governo de Minas, que gerencia a crise hídrica.

Reservatórios

Conforme o portal Copasa Transparente, o reservatório Rio Manso apresenta maior volume, com 52,1% nesta sexta-feira. Em segundo está o Vargem das Flores, com 41,2%, e com o menor volume o Serra Azul, que conta com apenas 15,9% de sua capacidade. 

Ao mesmo tempo, as chuvas que atingiram a região metropolitana nos últimos dias levaram o rio das Velhas a atingir sua maior vazão nos últimos 30 dias. Na última terça-feira (5), a vazão do rio estava em 17 m³/s. Com as chuvas, na quarta-feira (6) o rio chegou a 29,3 m³/s e, nesta quinta-feira (7), 52,4 m³/s. 

FOTO: REPRODUÇÃO / COPASA TRANSPARENTE Nesta quinta-feira (8), vazão do rio das Velhas atingiu o maior índice em um mês

Ainda de acordo com as informações divulgados na página, o índice pluviométrico do rio das Velhas superou a média histórica no mês de maio, que é de 33,1 mm. Em maio deste ano, o índice pluviométrico medido no rio foi de 56,3 mm. O índice no reservatório Rio Manso subiu bastante em maio (21,7 mm) em comparação com o mês de abril (5,7 mm).

O mesmo acontece no reservatório Vargem das Flores, com 30,8 mm de chuva em maio quando a média histórica era de 24 mm. Apenas o índice no Serra Azul ficou 0,2 mm abaixo da média histórica para o mês, que é de 27,5 mm. 

Este foi o segundo mês consecutivo que o Sistema Paraopeba apresenta seu melhor índice (39%) desde o mês de novembro do ano passado, quando o volume passou de 40,1% em outubro para 35%. Desde então, o índice dos reservatórios do estado despencaram, chegando a 29,9% em fevereiro de 2015. 

FOTO: COPASA TRANSPARENTE / REPRODUÇÃO Veja o volume do Sistema Paraopeba no primeiro dia de cada mês desde 2013