Rocha revela dores e afirma que ainda não está 100% em campo

Lateral-direito também admitiu falha no primeiro gol do Colorado, no empate pelas oitavas de final da Libertadores

iG Minas Gerais | DIEGO COSTA |

Jogador é esperado por Levir Culpi até a véspera do jogo com a Caldense
DENILTON DIAS/O TEMPO
Jogador é esperado por Levir Culpi até a véspera do jogo com a Caldense

Durante o período de jogos decisivos pelo Campeonato Mineiro e Copa Libertadores, o lateral-direito Marcos Rocha admitiu que não teve tempo para se recuperar totalmente da lesão sofrida no tornozelo direito. No retorno ao time no segundo jogo da final do Estadual, contra a Caldense, no último domingo, ele voltou a campo nessa quarta, no empate com o Inter, por 2 a 2, pelas oitavas de final, e falhou feio no gol que inaugurou o placar.

Rocha afirma que ainda sente um incômodo na região na qual sofreu uma pancada no primeiro clássico das semifinais do Campeonato Mineiro, diante do Cruzeiro.

"Sinceramente, acelerei meu processo de volta para jogar as decisões. Ainda sinto dor no tornozelo. Eu me coloquei à disposição do treinador. Não foi uma noite feliz. Tive um erro individual. Estou tentando voltar à minha melhor forma física. Ainda não tive tempo de me recuperar fisicamente. Estou tentando ganhar essa condição durante os jogos", afirmou.

O lateral, no entanto, nega que as dores tenham sido o motivo da falha no primeiro gol do Inter, quando errou na saída de bola.

"O erro foi excesso de confiança. Mas não me abalei por isso, continuei tentando fazer o meu melhor.O nosso jogo na quarta feira foi mais pelo lado esquerdo e conversamos na temporada para aproximar mais do Luan para nos ajudar. Foi marcação individual comigo e com o Luan. As pessoas sabem que o ponto forte do Atlético é no lado direito, e tivemos uma marcação muito forte", completou. 

Leia tudo sobre: AtléticoGaloMarcos Rocha