Em 2º clássico da semana, Boca e River disputam vaga na Libertadores

Partida promete um grande espetáculo, já que equipe xeneize é a única ainda invicta no torneio continental

iG Minas Gerais | DÉBORA FERREIRA |

Único time invicto na Copa Libertadores, o Boca Juniors enfim terá um jogo mais duro no torneio continental. Nesta quinta-feira, às 21h, os xeneizes vão ao Monumental de Nuñez enfrentar seu maior rival, o River Plate, para começar a busca da vaga nas quartas da final. O curioso é que o time provocou isso mesmo: ao saber que o adversário havia se classificado como pior segundo lugar, não tirou o pé na última rodada e fez questão de ser o melhor.

Este será a segunda partida entre as duas equipes no intervalo de duas semanas e a chance de o clube dos Millionários, os donos da casa, se vingarem. No entanto, o cenário conspira muito mais a favor do time de azul e amarelo.

Além de ainda não conhecer derrota na Libertadores deste ano, os xeneizes terminaram a primeira fase sobrando em campo. Somaram 18 pontos, confirmando 100% de eficiência, e viu o ataque, comandado por Osvaldo e Calleri, marcar nada menos que 19 gols.

Não bastasse isso, os visitantes vêm embalados da última rodada do Campeonato Argentino, em que venceram esse mesmo clássico por 2 a 0. A diferença era que a partida era na Bombonera, elemento que foi essencial para a mudança de postura em relação ao ano anterior.

E é justamente a isso que o River deve se agarrar: ao fator casa e ao passado. Se neste ano o clube arrancou uma classificação na Libertadores bem em baixa, o time deu muito trabalho ao seu maior rival e por muito pouco não foi campeão do Nacional. No clássico da semifinal da Copa Sul-Americana, em novembro de 2014, os Milionários também levaram a melhor e chegaram até o troféu, tirando vantagem da vitória logo no primeiro jogo, também no Monumental.

A dupla de argentinos colocará em campo oito troféus da Libertadores. A vaga será definida mesmo na Bombonera, na próxima quinta-feira (14), às 21h. O vencedor do confronto terá pela frente aquele que sair vitorioso do duelo entre São Paulo e Cruzeiro, duas equipes também tradicionais na competição.

Leia tudo sobre: segundoclassicosemanaboca juniorsriver platedisputamvagaquartas de finallibertadores