Torcedores do Vasco agridem flamenguista na Baixada Fluminense

Toda a cena foi flagrada por câmeras de segurança instaladas no comércio local; criminosos ainda não foram identificados

iG Minas Gerais | Folhapress |

Duas horas antes da final do campeonato carioca, entre Vasco e Botafogo, realizada no último domingo (3), cerca de 40 torcedores vascaínos agrediram um torcedor do Flamengo, nas ruas de Mesquita, cidade da Baixada Fluminense. Toda a cena foi flagrada por câmeras de segurança instaladas no comércio local. Policiais civis da 53ª DP (Mesquita) investigam o caso e tentam identificar os agressores.

Passava das 14h quando o instrutor de auto escola Luiz Fernando de Souza Patrocínio, 38, foi até o Centro da cidade acompanhado de amigos. O grupo de cerca de 20 rubro-negros estavam em quatro carros. Ao descer do veículo, Patrocínio se deparou com os torcedores do Vasco. Uma testemunha conta que o instrutor foi reconhecido por já ter pertencido a uma torcida organizada do Flamengo, a Raça Rubro-negra e, atualmente, integra a Jovem do Flamengo.

Na calçada, amigos que estavam com Luiz Patrocínio, também chamado de Pitbull pelos colegas, dizem ter visto cerca de 100 torcedores do Vasco. Os agressores pertenceriam a duas torcidas organizadas do clube da cruz de malta.

Ao ver que seriam agredidos, os rubro-negros fugiram em seus carros. Um dos veículos dos flamenguistas tentou atropelar os vascaínos. Patrocínio foi agarrado e jogado ao chão pelos rivais.

Levou chutes e socos por todo corpo e na cabeça. Mesmo com Patrocínio desmaiado, torcedores voltavam para dar pontapés na cabeça do flamenguista. A Polícia Militar não estava presente para separar a briga. Luiz Patrocínio foi deixado de lado pelos rivais alguns minutos depois de desmaiar. Após 20 minutos, o Corpo de Bombeiros chegou ao local e levou o rapaz para o Hospital da Posse, referência na região. O torcedor teve alta na noite de segunda (4).

Leia tudo sobre: vascoflamengoluiz patrocínioagressãotorcidasviolência