Arma usada por marido de policial civil em BH tinha queixa de furto

Informação consta no boletim de ocorrência registrado após troca de tiros; na confusão, homem morreu e a companheira levou tiro nas nádegas

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

A arma encontrada com o marido da policial civil durante um tiroteio na região do Barreiro, em Belo Horizonte, na noite dessa quarta-feira (28), tinha uma queixa de furto. A informação consta no boletim de ocorrência registrado após a confusão envolvendo três militares, a civil e o companheiro dela, que acabou morto. Além disso, ainda conforme o registro, o casal estaria com duas armas.

A arma, uma pistola Taurus 380, teria sido furtada no dia 27 de junho de 2013 do um cabo que, na época, trabalhava no 33º Batalhão, responsável pela região de Betim, na Grande BH. No registro, o militar afirmou que seu veículo havia sido arrombado enquanto ele estava na faculdade. Além da pistola, o assaltante teria levado algumas munições e documentos.

Ainda conforme boletim dessa quarta, os militares afirmam que estavam na região para treinar tiros com armas pessoais. Quando estavam indo embora, eles se depararam com o casal. Os policiais explicaram que Felipe Sales, de 32 anos, marido da policial usava “trajando um agasalho preto semelhando aos usados por forças policiais, calça jeans e coturno preto também semelhante aos usados por forças policiais.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave