Para poupar água, há diversos produtos

A escolha de alguns itens ajuda a eliminar desperdício

iG Minas Gerais | Da redação |

A ducha da linha LorenAir, da Lorenzetti, funciona à base de ar e promove economia
Divulgação/ Lorenzetti
A ducha da linha LorenAir, da Lorenzetti, funciona à base de ar e promove economia
De acordo com informações divulgadas recentemente pela Organização das Nações Unidas (ONU), uma pessoa necessita de aproximadamente 110 litros de água por dia para atender suas necessidades de consumo e higiene.    No Brasil, esse consumo por pessoa acaba passando de 200 litros diários. Entretanto, há pequenas mudanças de atitude no dia a dia e também produtos que podem ser adotados para auxiliar numa redução desse consumo.    Agente de saneamento da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), Maurício de Castro orienta que a população deve criar o hábito de conhecer e acompanhar seu hidrômetro, fazendo leituras diárias.   “Hoje o banheiro representa o maior consumo dentro de uma residência. Chuveiro, vaso sanitário e torneira, que compõem o cômodo, chegam a responder por 60% do gasto de água dentro de casa. Quando você acompanha a média de leitura do hidrômetro, pode perceber vazamentos antes de chegar a conta no final do mês, e a maior parte deles acontece no banheiro”, explica Castro.    Pensando nesse assunto, alguns fabricantes criaram produtos que ajudam na diminuição do consumo excessivo de água, como redutores de vazão e temporizadores. “A procura pela linha mais econômica aumentou, em média, 40% comparada à do mesmo período do ano passado”, conta o gerente de marketing da Lorenzetti, Alexandre Tambasco. A empresa tem uma linha que inclui arejadores, torneiras especiais e chuveiros com ar, informa Tambasco.   Produtos De acordo o diretor comercial da Bel Lar Acabamentos, Daniel Miranda, “a população não acreditava que uma crise hídrica pudesse afetar tanto o abastecimento de água, por isso, desde o fim do ano passado, a procura por produtos que ajudam a reduzir o desperdício aumentou bastante”.    Segundo Miranda, existem atitudes simples que a população pode adotar no dia a dia para evitar maiores consequências em um futuro próximo. Como exemplo, ele cita a substituição de alguns produtos de banheiro e cozinha que auxiliem na economia. Miranda recomenda substituir as buchas das torneiras pelas pastilhas cerâmicas. “No sistema de bucha, em pouco tempo, o desgaste é notável, inicia-se com pequenas gotas, até a torneira não se fechar mais. Já no sistema de pastilhas cerâmicas, a superfície é bem lisa. Então, o contato de uma com a outra evita desgaste, eliminando o desperdício”.    Outra dica do diretor comercial da Bel Lar Acabamentos está nos modelos de descargas. “A que possui uma caixa acoplada ao vaso sanitário economiza mais água em relação ao modelo de pressão, que é ligado diretamente no encanamento da residência. Uma descarga de pressão utiliza aproximadamente 23 litros de água. Já na caixa acoplada, além de ser silenciosa, o uso é de apenas seis litros”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave