Bolt diz que Tyson Gay deveria ter sido expulso do esporte por doping

Recordista americano dos 100 m admitiu em julho do ano passado que havia sido flagrado em um teste fora de competição

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Tyson Gay (amarelo) foi suspenso por um ano e teve que devolver a prata olímpica
NIKLAS LARSSON/ASSOCIATED PRESS
Tyson Gay (amarelo) foi suspenso por um ano e teve que devolver a prata olímpica

O jamaicano Usain Bolt defendeu a expulsão do esporte de um dos seus maiores rivais, o velocista americano Tyson Gay, que foi suspenso por um ano, em maio do ano passado, após ser flagrado no antidoping. O recordista americano dos 100 m admitiu em julho do ano passado que havia sido flagrado em um teste fora de competição. Outros dois testes, um em competição e outro fora, também apontaram uso de esteroide anabólico. "Deveria ser expulso do esporte. Ele pegou apenas um ano porque falou para as autoridades sobre como isso foi feito e quem ajudou a ele. Isso envia uma mensagem errada: 'Se você fez isso e foi pego, apenas nos diga tudo o que você sabe e nós vamos baixar a sua pena". Essa é a coisa mais estúpida que já ouvi", disse Bolt em entrevista para a revista "Runner's World". "A mensagem deveria ser: 'Se você nos enganou, você será expulso do esporte'. Não estou ansioso por competir contra Tyson. E não estou preocupado se ele me vencer", afirmou o velocista jamaicano. Gay poderia ter sido suspenso por dois anos, mas foi beneficiado com a redução da pena por sua cooperação na investigação de seu caso. O corredor poderá voltar às competições em junho.

Leia tudo sobre: GayAtletismoBolttyson gay