Papa recebe embaixador francês gay e reitera recusa ao candidato

Santa Sé evita comentar caso, que tem gerado polêmica

iG Minas Gerais |


Laurent Stefanini foi escolhido pela França para ser embaixador
ALAIN JOCARD
Laurent Stefanini foi escolhido pela França para ser embaixador

Paris, França. O embaixador homossexual escolhido pela França para representar o país perante o Vaticano foi recebido no sábado pelo papa Francisco em pessoa, que confirmou sua recusa em aceitar sua candidatura, segundo matéria que será publicada hoje no semanário satírico francês “Canard Enchaîné”.

Uma fonte próxima do processo confirmou à AFP o encontro entre o papa e o diplomata Laurent Stefanini, sem revelar o conteúdo.

O papa disse “não ter nada contra ele, mas que, em compensação, não apreciou nem ‘o casamento para todos’, nem os métodos do Eliseu, que tentou forçar uma situação”, afirmou o semanário “Canard Enchaîné”.

“O processo continua”, reagiu ontem o Palácio do Eliseu, sede do Executivo francês, onde “esperamos claramente que a resposta seja positiva e rápida”.

Paris e o Vaticano travam há três meses uma queda de braço motivada pela escolha do novo embaixador da França na Santa Sé. Nomeado no começo de janeiro pelo presidente francês, François Hollande, Laurent Stefanini aguarda, em vão, sua acreditação pela Santa Sé, um silêncio que equivale a uma reprovação.

Laurent Stefanini, 55, conhece bem o Vaticano por já ter trabalhando como ministro conselheiro na embaixada francesa na Santa Sé entre 2001 e 2005. Segundo o Canard, o presidente francês agora estaria procurando um novo postulante para o cargo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave